29 dezembro 2013

[Nova York 2013] Planejamento do Roteiro

Dando continuidade ao planejamento da viagem, neste post vou compartilhar o roteiro de cada dia separadamente.

Para chegar ao roteiro final, utilizei muito as dicas do site Viagens para Mãos de Vaca. Inclusive, fiz questão de comprar os dois e-books disponibilizados no site: "Nova York para Mãos de Vaca" e "Nova York, Bairro a Bairro". Os dois são ótimos guias e me ajudaram demais. Super recomendo!

Além disso, não poderia deixar de citar aqui, as dicas que peguei sobre NY do meu blog favorito de viagem, o Viajar pelo Mundo!, da querida Claudia Liechavicius!

Com todas essas dicas, selecionei os locais que gostaria de visitar e também quais seriam os melhores dias para visitação.

Durante as minhas pesquisas, descobri o New York CityPass, um talão com ingressos para seis atrações de NY, a saber:

  • Observatório do Empire State;
  • Museu Americano de História Natural
  • Museu Metropolitan;
  • Museu de Arte Moderna (MoMA);
  • Observatório Top of the Rock (no Rockefeller Center) ou Museu Guggenheim;
  • Estátua da Liberdade ou Passeio de Barco. 

Depois de muito ler à respeito do CityPass e depois de muitas contas para saber se valeria mesmo a pena, mesmo não tendo interesse algum de visitar o MoMA, meu marido e eu concluímos que seria vantajoso e resolvemos comprar. Fiz a compra diretamente no site e recebi o voucher por e-mail para ser impresso e trocado pelo talão na bilheteria da primeira atração que visitaremos. O valor individual foi de US$106.00, totalizando para duas pessoas mais taxa US$ 214.00.

Além de todas as atrações selecionadas, algo que considero imperdível em NY é assistir a um musical da Broadway. Adoro musicais! Tive a oportunidade, em algumas viagens, de assistir aos seguintes: O Fantasma da Ópera, A Bela e a Fera, Grease, Mamma Mia! e O Rei Leão. Então, é claro, gostaria de ver um diferente desta vez. Um que eu gostaria de assistir de qualquer jeito é o Spider-Man: Turn Off the Dark, muito por conta da trilha sonora e por ser uma das mais recentes mega produções da Broadway, apesar de todos os incidentes (leia-se acidentes) que ocorreram durante os ensaios e espetáculos. Outro que fiquei muito interessada em assistir foi o musical Wicked. Porém, devido ao pouco tempo e também aos preços altíssimos dos ingressos, resolvemos assistir a apenas um, neste caso o Spider-Man. Comprei os ingressos a partir do site oficial e cada um custou US$ 115.00, totalizando para duas pessoas mais taxa US$ 246.00. Recebi o voucher por e-mail para ser trocado pelos ingressos na bilheteria do teatro Foxwoods.

Ressalto que, no verão, há uma programação intensa por toda NY (veja o calendário de alguns dos eventos de Junho/2013) e a maioria das atrações costuma ser gratuita. Há festivais ao ar livre de filme, música, arte, dança, tudo que possamos imaginar. Pesquisei vários eventos, porém, pelo que li, os gratuitos e ao ar livre costumam lotar e, por conta disso, teríamos que chegar ao local com horas de antecedência para garantir nossa vaga. Infelizmente, será uma viagem curta e com muitas atrações para se visitar, então acabei desistindo de participar dos eventos de verão. Quem sabe numa próxima oportunidade?!

Enfim, a seguir, apresento o roteiro que formulei para cada dia.

7. Planejamento de cada dia

7.1. Quarta – 19/06/2013

Chegaremos em Miami às 08:30PM. No aeroporto, existem vários serviços de shuttle, ou traslado, disponibilizados pelos próprios hotéis da região, que fazem o trajeto aeroporto-hotel e vice-versa. É um serviço gratuito, porém é comum dar uma gorjeta para o motorista conforme o número de malas. Além disso, às vezes a espera pelo shuttle é longa, pois não é um serviço agendado. Mas ainda prefiro esperar do que gastar com táxi, principalmente quando não estou com pressa!

Pernoitaremos, então, no Sleep Inn Miami International Airport. Para a janta, há um McDonalds perto do hotel o suficiente para irmos a pé. 

7.2. Quinta – 20/06/2013 (Lincoln Center / Columbus Circle)

Na diária do hotel de Miami está incluído o café da manhã, então menos uma preocupação antes de voltar para o aeroporto. Pegaremos novamente o shuttle do hotel para o aeroporto. Nosso voo sai de Miami às 09:55AM e chega em NY, aeroporto de La Guardia, às 12:55PM.

A melhor forma de se locomover em NY é por metrô. Uma super dica, que consegui no guia NY para Mãos de Vaca, é comprar o MetroCard 7-Day Unlimited Pass, um cartão com acesso ilimitado ao metrô por 7 dias. Parece que este cartão também é vendido no aeroporto, então tive a ideia de tentar comprar logo antes de ir para o hotel.

O mais cômodo é pegar um táxi do aeroporto para o hotel. O tempo de viagem pode variar de 25 a 45 minutos, dependendo do trânsito. Dica de segurança que encontrei durante minhas pesquisas pela internet: devemos ignorar àquelas pessoas que ficam oferecendo transporte pelos terminais do aeroporto. O mais seguro é procurar o Port Authority Welcome Center localizado nas áreas de desembarque de cada terminal, onde o atendimento é feito por pessoal uniformizado e autorizado. Alternativamente, é possível seguir direto para a fila de táxis credenciados localizada do lado de fora de cada terminal.

O check-in no Salisbury Hotel começa às 03:00PM. Acredito que chegaremos ao hotel por volta deste horário. Poderemos descansar um pouco e depois começar a desbravar a Big Apple!

Para o lanche quase janta, escolhi o restaurante P.J. Clarke’s, unidade da Lincoln Square, relativamente próximo ao hotel (conforme o Google Maps, 15 minutos de caminhada). Como ouvi e li várias recomendações sobre este restaurante, resolvi colocar no roteiro, afinal gosto de comer bem nas minhas viagens!

Como o restaurante fica na Lincoln Square, então poderemos visitar o Lincoln Center, famoso complexo que abriga várias exposições e apresentações artísticas.

Na volta para o hotel, poderemos ainda visitar o Shops at Columbus Circle situado do prédio da Time Warner Center. E se o cansaço não estiver demais, poderemos dar um esticadinha na loja da Apple da 5a Avenida, que fica aberta 24 horas por dia, 7 dias na semana, ou seja, não fecha nunca!

Além disso, antes de voltar para o hotel, não podemos deixar de procurar um local para comprar nossos suprimentos, como água e lanchinhos.

7.3. Sexta – 21/06/2013 (Museu de História Natural / Central Park)

Na diária do hotel não está incluído o café da manhã. Apesar de haver frigobar e micro-ondas no quarto, possibilitando fazermos nosso próprio café da manhã (como costumamos fazer nas nossas viagens), acho que será mais interessante tomar café em outro local. Pesquisei alguns lugares próximos ao hotel e encontrei três, aparentemente bacanas, para tomarmos café: Pax Wholesome Foods, Fresh & Co e a sempre salvadora Starbucks com a sua internet Wi-Fi gratuita! Lembrando que não há internet gratuita no hotel.

Depois do café, seguiremos para o American Museum of Natural History, ou seja, o Museu de História Natural. Para chegar lá, utilizaremos o metrô. Li vários relatos pela internet falando o quanto o metrô de NY é complicado. Assim, para me sentir mais segura, resolvi planejar também os percursos de metrô. Muito simples: basta visitar o site do MTA (Metropolitan Transportation Authority) e utilizar o TripPlanner, informando a origem e o destino. Utilizei somente a opção Subway para evitar pegar ônibus e trens. Por exemplo, do hotel até o museu, o itinerário retornado foi este:

Approx Travel Time : 13 minutes
Walk 0.36 miles(7 minutes) North-West to 59TH ST -COLUMBUS CIR (UPTOWN) 1/A/B/C/D
Take the 168TH ST-WASHINGTON HTS bound C Train
Get off at 81ST ST - MUSEUM OF NATURAL HIST STA B/C
Walk 0.07 miles(2 minutes) South-West to destination.

Traduzindo... Do hotel, andaremos aproximadamente 7 minutos até a estação 59th St - Columbus Circle sentido Uptown, linhas 1/A/B/C/D. Pegaremos o metrô da linha C que termina na estação 168th St - Washington Hts e desceremos na estação 81st St - Museum of Natural History. Andaremos mais 2 minutos e chegaremos ao museu. 

O guia NY para Mãos de Vaca tem dicas ótimas para entender e aprender a utilizar o metrô de NY.

Lembrando que deveremos trocar nossos vouchers pelo talão do CityPass na bilheteria do Museu de História Natural, que é uma das atrações incluídas no CityPass.

Perto do museu, há uma lanchonete bem badalada, a Shake Shack, ótima opção para um lanchinho depois de visitar o museu.

Após, vamos aproveitar para visitar também o Central Park. Alguns pontos de interesse: Belvedere Castle, Great Lawn, The Obelisk, Loeb Boathouse (há banheiro! muito importante!), Alice in Wonderland, Hans Christian Andersen, Conservatory Water, Bethesda Terrace and Fountain (há banheiro! muito importante!), Bow Bridge, Strawberry Fields, The Mall, Wollman Rink, The Pond.

É importante ressaltar que escolhi atrações a partir do museu, ou seja, da metade sul do parque, que é gigantesco!

Como, após visitar estas atrações, sairemos na extremidade sul do parque, não haverá necessidade de pegar metrô de volta para o hotel, que estará bem perto.

Depois de um dia tão cheio, melhor um jantar prático, rápido e pertinho do hotel. Então escolhi o restaurante Angelo’s Pizza, que é praticamente vizinho do hotel.

7.4. Sábado – 22/06/2013 (Midtown)

Hoje o dia será reservado para visitar as atrações de Midtown e tudo a pé. Tomara que o calor do verão permita!

Começaremos caminhando pela 5a Avenida, passando pelo The Plaza Hotel, uma paradinha na St. Patrick's Cathedral, que infelizmente está em reforma, rumo ao Bryant Park e New York Public Library (ambos possuem internet Wi Fi gratuita).

Como passaremos o dia inteiro caminhando e visitando locais públicos, fico antenada para saber quais disponibilizam banheiro. Este é o caso da Biblioteca Pública. Então, durante a visita, uma paradinha básica para ir ao banheiro, e é claro, acessar a internet Wi-Fi gratuita!

Após, visitaremos o Grand Central Terminal, onde aproveitaremos para almoçar. Uma dica de restaurante bom e barato: Tri Tip Grill. E de sobremesa, experimentar um doce da Magnolia Bakery!

Seguiremos pela Park Avenue e faremos nossa última parada no Rockefeller Center, um complexo cheio de lojas, restaurantes, lanchonetes, e um observatório que compete com o Empire State, o Top of the Rock Observation Deck. Deixei esta atração por último justamente para ver o por do sol a partir deste observatório. Lembrando que o Top of the Rock faz parte do CityPass que compramos.

Encontrei muitos questionamentos pela internet sobre qual é o melhor observatório, o Empire State ou o Top of the Rock (veja aqui um comparativo). Muita gente questiona também qual dos dois tem a melhor vista do por do sol. Como não há consenso e sim variadas opiniões, resolvi ver o por do sol no Top of the Rock e visitar o Empire State pela parte da manhã.

7.5. Domingo – 23/06/2013 (Lower Manhattan / Brooklyn Bridge)

Hoje é dia de conhecer Lower Manhattan, mais especificamente, o centro financeiro de NY. Meu planejamento é começar o dia fazendo o passeio de barco que levaria até a Estátua da Liberdade, passando por Ellis Island. Porém, tanto a Estátua da Liberdade quanto a Ellis Island estão interditadas, para reparos dos danos causados pelo furacão Sandy em outubro de 2012. Então, o barco não poderá atracar em nenhum desses lugares, passando apenas por perto. Assim, esta será a forma de se chegar mais próximo para tirar umas fotos da Lady Liberty! O passeio de barco, incluído no CityPass, sai do Battery Park e é feito pela empresa Statue Cruises.

Para chegar até aqui, o metrô será essencial. Os itinerários do metrô estão detalhados no arquivo do roteiro disponibilizado ao fim do post.

Quando sairmos do metrô, estaremos próximos à famosa estátua de um touro feita em bronze, o chamado Charging Bull, que virou símbolo do centro financeiro de NY. Já aproveito para tirar foto!

Após o passeio de barco, que deve durar em torno de uma hora, caminharemos pela famosa Wall Street até chegarmos ao South Street Seaport (Pier 17), um complexo de lojas e restaurantes, além de ter uma vista privilegiada para a Brooklyn Bridge. Aproveitaremos para almoçar aqui.

Em seguida, visitaremos o 9/11 Memorial, onde ficavam as torres gêmeas do World Trade Center. Antes, teremos que passar no 9/11 Memorial Preview Site para garantir os passes de visitação do memorial, que são gratuitos.

E, para finalizar o dia, seguiremos para um passeio pela Brooklyn Bridge, se o cansaço não atrapalhar! 

Voltaremos para o hotel de metrô e aproveitaremos para conhecer e comer na Carnegie Deli, com seus famosos sanduíches de pastrami!

7.6. Segunda – 24/06/2013 (Empire State / Herald Square / Times Square)

Hoje é dia de Empire State! Como li que costuma estar sempre lotado, a ideia é acordar cedinho, tomar café e ir direto para lá. Como não fica tão perto do hotel, iremos de metrô. Ressalto que o Empire State está na lista de ingressos do CityPass.

Após a visita ao Empire State, que tal umas comprinhas na Herald Square, na 34th Street?! Nesta rua há várias lojas que me interessam, como Fossil, Zara, American Eagle, Sephora, H&M e a famosa e gigante Macy's!

Dica: Com relação àquelas comprinhas de farmácia que a mulherada tanto gosta (maquiagem, cosméticos, etc), o Walmart é bem famoso em Orlando e Miami. Porém, descobri que em NY a farmácia que bomba é a Duane Reade, com uma loja a cada esquina, e ótima para fazer este tipo de comprinhas!

Como não sou de aguentar muito tempo fazendo compras, planejo ainda visitar a Times Square, aproveitando também para visitar algumas lojinhas!

Para o jantar, iremos a um restaurante bom, barato e um dos meus preferidos nos EUA, o Olive Garden, também situado na Times Square.

7.7. Terça – 25/06/2013 (Chelsea / Meatpacking District / Greenwich Village / Union Square / Flatiron District)

Ainda não havia comentado, mas não é minha primeira viagem a NY. Porém, já se passaram mais de 15 anos desde a minha primeira visita e muita coisa mudou. Além disso, na época, não conheci direito alguns distritos de Manhattan, passando apenas rapidamente com o ônibus de turismo. Porém, quando li o post Nova York 2011 do blog Viajar pelo Mundo!, fiquei encantada com Chelsea, Meatpacking District, Greenwich Village, Union Square e Flatiron District. Tanto que resolvi separar um dia inteiro para visitar estes lugares.

Então, pegaremos o metrô e iniciaremos nossa visita no High Line Park, um parque público construído sobre uma antiga e histórica linha de trem suspensa sobre as ruas de Manhattan. A extremidade norte do parque começa atualmente na W30th Street, entre as avenidas 10th e 11th, em Chelsea, e sua extremidade sul terminando na Gansevoort Street, no Meatpacking District.

Aproveitaremos para visitar o Chelsea Market, que tem acesso pelo High Line Park e, depois, almoçaremos no famoso e badalado restaurante Pastis. Como a procura é grande, resolvi reservar mesa com antecedência utilizando o site OpenTable. A reserva para dois no almoço ficou às 12:30PM.

Depois do almoço, seguiremos para a Bleecker Street, no Greenwich Village, ou mais especificamente, West Village. Esta rua é famosa por suas lojas descoladas e de estilistas renomados, sem falar na famosa Magnolia Bakery, com seus doces irresistíveis!

Continuaremos até chegar na Washington Square Park, com seu arco imponente e reduto dos universitários da New York University (NYU). Daqui, seguiremos rumo norte para a Union Square, com várias lojas bacanas para se fazer umas comprinhas!

Para finalizar o passeio e o dia, seguiremos para o Flatiron District, famoso pelo edifício triangular Flatiron Building. Aproveitaremos para jantar nesta região, no badalado Eataly, um complexo composto por restaurantes, mercados, lojas, tudo com produtos legítimos da Itália. Infelizmente, não há como efetuar reservas pela internet. O jeito será enfrentar a multidão para conseguir uma mesinha em um dos seus restaurantes.

Pegaremos um metrô de volta para o hotel, por conta da longa distância.

7.8. Quarta – 26/06/2013 (Metropolitan Museum / Musical Broadway)

Hoje é dia de Metropolitan Museum of Art, com ingresso incluído no CityPass. Por conta da distância do hotel, o melhor é pegar um metrô.

Como é um museu gigante, provavelmente passaremos várias horas aqui e ainda não será possível conhecer tudo. Aproveitaremos também para almoçar no museu, que possui algumas opções de restaurantes e lanchonetes.

Quando sairmos do museu, minha ideia é comprar um lanche numa lanchonete que conheci na minha viagem de Orlando em 2011 e virou uma das minhas preferidas, o Earl of Sandwich, com seus sanduíches deliciosos e com preços acessíveis.

Voltaremos ao hotel para descansar um pouco, pois à noite iremos ao musical da Broadway Spider-Man: Turn Off the Dark, que começa às 07:30PM.

Após o musical, reservei para às 11:00PM, também utilizando o OpenTable, nosso jantar no restaurante Serafina, próximo ao teatro.

7.9. Quinta – 27/06/2013

Infelizmente, hoje acaba nossa estada em NY. Nosso voo sai às 02:55PM do aeroporto La Guardia rumo a Miami. Assim, ainda teremos a manhã para aproveitar um pouquinho.

Minha ideia, então, é passear rapidamente pelo Central Park, já que nosso hotel é bem próximo e depois conhecer a loja de brinquedos FAO Schwarz, com seu famoso piano gigante (Big Piano). Os mais novos não devem conhecer o filme "Quero Ser Grande" (Big - 1988), onde o ator maravilhoso Tom Hanks dança sobre este piano!

Chegaremos a Miami às 06:30PM e mais uma vez nos hospedaremos no Sleep Inn Miami International Airport.

7.10. Sexta – 28/06/2013 (Miami – Sawgrass Mills Outlet)

Fazendo a vontade do marido, ficaremos um dia inteiro em Miami para fazer compras no gigantesco Sawgrass Mills Outlet.

Mas antes, temos que voltar ao aeroporto para pegar o carro alugado na Alamo. Daqui, são uns 45 minutos até chegar ao shopping.

Para a nossa felicidade, no Sawgrass há um Cheesecake Factory, um dos nossos restaurantes favoritos nos EUA. É claro que nosso almoço será aqui!

7.11. Sábado – 29/06/2013

Hora de dizer tchau! Que pena!

Nosso voo sai de Miami às 08:25AM e teremos que acordar bem cedinho para ir ao aeroporto devolver o carro e embarcar de volta para casa.


Dica: Uma ferramenta muito útil para mim é o Dropbox, uma pasta virtual onde jogo todos os arquivos refentes ao planejamento da viagem e consigo acessá-los de qualquer lugar. No smartphone, é possível acessar os arquivos até sem internet disponível, contanto que estes tenham sido marcados como "favorito". Meu marido prefere o GoogleDrive, mas é questão de gosto!

Mas não pense que meu planejamento acabou! No próximo post, falarei como monto minha planilha de estimativa de gastos diários (menos compras), ou seja, gastos com alimentação, transporte, gorjetas, etc. Se você já me achava a maníaca do planejamento, então você vai se surpreender ainda mais!

2 comentários:

  1. Museu Americano de História Natural, Museu Metropolitan e Museu de Arte Moderna (MoMA) são museus com Suggested Admission. Eu acho que US$ 5 é um preço razoável para a entrada no museu. Então não recomendo o City Pass. Acaba saindo mais caro. A não ser que você vá na mega temporada, porque aí o CityPass pode te poupar a fila. Mas nunca peguei fila pra nada em NY. No máximo na imigração do aeroporto, mas nem era grandes coisa. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá niNa! Pesquisei bastante antes de decidir comprar o CityPass, e o que posso dizer é que as opiniões são bem divergentes. Assim, concluo que depende muito do perfil do viajante e seu interesse em pagar o valor sugerido dos ingressos destes museus ou apenas um valor simbólico (ou razoável como você menciona). Como fui no verão, considerado alta temporada, posso dizer que foi interessante não enfrentar a fila da bilheteria do Empire States, que é sempre uma atração bastante procurada. Obrigada por compartilhar sua opinião aqui no blog e contribuir com outros leitores. Abraços!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...