22 fevereiro 2014

[Uruguay/Argentina 2014] 1º dia: Chegada a Montevideo (Bairro Pocitos)


ROTEIRO ORIGINAL (Sábado – 01/02/2014):

Chegada a Montevideo às 13:10
Check-in no Palm Beach Plaza Hotel
Trocar dinheiro: Casa de Câmbio Matriz
Almoço: Chivitos Lo de Pepe
Sobremesa: Cake's
Passear pelo bairro Pocitos
Comprar suprimentos no Supermercado Disco
Lanche noturno: Oro del Rhin Cafe
Pôr do sol na Rambla de Pocitos

RELATO DO DIA:

Chegamos a Montevideo, capital do Uruguay, debaixo de muita chuva. Apesar de ser verão, parece que uma frente fria estava na região sul do Brasil, Uruguay e Argentina. Uma lástima...

Desembarcamos e entramos na fila da imigração. Ficamos quase uma hora na fila, isto porque só o nosso voo havia chegado, porém percebi que havia poucos agentes da imigração atendendo. 

Esperando para fazer a imigração no aeroporto de Montevideo.

Saguão de espera pela imigração.


Na saída da imigração, temos que passar pelo free shop, bem bonito por sinal, para chegarmos às esteiras de retirada de bagagens.

Local de retidara das bagagens.


Achei o aeroporto de Montevideo, denominado Carrasco, muito bonito. Apesar de pequeno, acho que atende bem a quantidade de passageiros que recebe.

A fome era grande, então resolvemos fazer um lanche na McDonalds do próprio aeroporto. Como ainda não tínhamos trocado nossos Reais pela moeda local, o Peso Uruguayo, então pagamos com o nosso cartão VTM (Visa Travel Money) que ainda tinha uns dólares da última viagem.

Informação Importante: as únicas opções de alimentação no aeroporto são a lanchonete McDonalds e o restaurante Patria.

Resolvemos pegar o táxi oficial do aeroporto para o hotel e, desta vez, pagamos em Real. O percurso do aeroporto ao hotel foi feito em grande parte pela "Rambla" - avenida costeira - e passamos por lugares bem bonitos. 

Ficamos hospedados no hotel Palm Beach no bairro Pocitos, e que ficava a apenas uma quadra da Rambla. Gostei bastante do quarto, que possuía banheira e até uma varanda privativa enorme, de onde era possível ver um pedacinho da Rambla. Além disso, o hotel disponibilizava internet Wi-Fi gratuita, muito importante!

Quarto em que ficamos hospedados.

Varanda do nosso quarto.

Banheira disponível.

Da varanda, era possível ver uma pequena parte da Rambla.


Como ainda estava cedo, tínhamos que aproveitar o resto do dia. Então, tomamos banho, descansamos um pouco e nos arrumamos para sair, afinal tínhamos que trocar dinheiro, comer e, é claro, passear pelo bairro. A chuva tinha dado uma trégua, o que possibilitou nossa caminhada ao ar livre.

Primeiro, fomos na casa de câmbio trocar dinheiro. A mais próxima ao hotel era a Casa de Câmbio Matriz. Conseguimos uma cotação de 1,00 Real (BRL) = 8,40 Pesos Uruguayos (UYU). Trocamos inicialmente BRL 1.350,00, obtendo UYU 11.340,00. 

Dica: Como iríamos circular sempre com dinheiro em espécie, para nossa segurança, meu marido usava uma doleira, ou seja, aquela bolsinha porta-dinheiro que fica debaixo da roupa.

Após, fomos ao Lo de Pepe experimentar o famoso chivito, um sanduíche típico do Uruguay que vem com um monte de coisas dentro, parece um X-Tudo! Pedimos um "Chivito Común al Pan", ou seja, o mais básico, que vem com filé de carne bovina (lomo), alface (lechuga), tomate, cebolla (cebola), panceta (bacon), e mayonesa (maionese), tudo isso dentro de um pão (pan) e acompanhado de batatas fritas (papas fritas). Pedimos somente um, pois li que era enorme!

Veja o cardápio do Lo de Pepe com os preços dos lanches.

Fachada do Lo de Pepe.

Chivito Común al Pan.


Não costumo comer esses tipos de sanduíche, mas era algo típico do país e que eu estava disposta a experimentar. Um chivito serviu bem a nós dois e pedimos um "refresco" para beber. Não se engane, pois refresco aqui tem um significado bem diferente do Brasil! Refresco no Uruguay é refrigerante, ou similar! 

Veja minha avaliação completa do Lo de Pepe no TripAdvisor.

Saímos do Lo de Pepe e seguimos para a Cake's, famosa por suas tortas doces. O ambiente é super agradável e percebi que é muito frequentado pelos locais, ou seja, fora da rota turística, o que acho ótimo! Pedimos uma torta de doce de leite e mousse de chocolate, denominada Crisis. Uma fatia serve muito bem duas pessoas, pois é enorme! Para beber, pedimos um copo de suco de laranja (jugo de naranja), que estava delicioso. 

Fachada do Cake's.

Ambiente interno.

Torta de doce de leite e mousse de chocolate, denominada Crisis.

Cardápio das tortas e sobremesas (postres), e bebidas.


Veja minha avaliação completa do Cake's no TripAdvisor.

Depois, passeamos um pouco pelo bairro Pocitos, passando pela enorme árvore denominada El Ombu.

Árvore denominada El Ombu.


Seguimos para o supermercado Disco, perto do hotel, para comprar suprimentos, como água, frutas e lanchinhos. 

Cerveja Patricia, típica do Uruguay.


Voltamos para o hotel para deixar as sacolas e aproveitamos para descansar mais um pouco, pois estávamos quebrados da viagem! Por volta das 7:30PM, saímos de novo para passear na Rambla e na expectativa de presenciar um belo pôr do sol, que, por conta do verão, ocorria por volta das 9:00PM. O céu ameaçava abrir e o sol aparecer, mas acabou ficando tímido! Um leve chuvisco começava e parava. Ainda bem que sempre levo um pequeno guarda-chuva nas viagens. 

Rua do hotel Palm Beach, onde ficamos hospedados.

Praça Tomás Gomensoro, próxima ao hotel.


A Rambla de Pocitos é bem bonita e agradável, com várias pessoas caminhando, correndo e se exercitando de várias formas. Nem a chuva espantava os uruguayos! 

Rambla de Pocitos.

Arco-íris querendo aparecer!

Rambla de Pocitos.

Galera se exercitando na Rambla.

Castillo (castelo) Pittamiglio, espremido entre os edifícios da Rambla.


O planejamento inicial era conhecer a cafeteria Oro del Rhin, que fica anexa à Livraria Yenny, próximo de onde estávamos, e aproveitar para fazer um lanche noturno. Porém, o cansaço era tanto que resolvemos voltar ao hotel às 9PM para dormir.

Anoitecendo na Rambla.


A primeira impressão de Montevideo foi ótima! O bairro Pocitos é muito agradável e tem uma Rambla linda. Recomendo muito a hospedagem neste bairro. Pena que o tempo não contribuiu muito!

Abaixo, o mapa do trajeto aproximado percorrido a pé, algo em torno dos 4km. 


View 1o dia - roteiro in a larger map


ESTIMATIVA DE GASTOS (em pesos uruguayos - UYU):

táxi do aeroporto para o hotel: 980,00
almoço no Lo de Pepe: 320,00
sobremesa no Cake's: 115,00
suprimentos: 300,00
lanche noturno no Oro del Rhin: 400,00
TOTAL ESTIMADO: 2.115,00

GASTOS EFETIVOS:

Para ajudar às pessoas a terem noção dos preços em pesos uruguayos, detalharei alguns dos gastos que tivemos. Lembrando que sobre produtos e serviços é cobrado o imposto IVA (Imposto sobre Valor Agregado). Em alguns casos, é possível restituir o valor do IVA.

Lembrando que a cotação, para gastos pagos diretamente com pesos uruguayos, é de BRL 1,00 = UYU 8,40.

- lanche no McDonalds do aeroporto (gasto não previsto):

    McNifico: 121,00
    hamburguesa com queso (famoso cheeseburger): 47,00
    jugo de naranja (suco de naranja, artifical): 40,00
    TOTAL: UYU 208,00 = USD 8.18

Obs: Como pagamos com cartão VTM emitido em país diferente do Uruguay, automaticamente recebemos a restituição do IVA no próprio cartão.

- táxi do aeroporto para o hotel (gastamos mais que o previsto):

    TOTAL: UYU 1.080,00 = BRL 135,00

Obs: Pagamos em Real e a empresa de táxi aplicou uma cotação de BRL 1,00 = UYU 8,00.

- almoço no Lo de Pepe (economizamos):

    chivito común al pan: 190,00
    refrigerante: 60,00
    TOTAL: 250,00 + 30,00 (propina = gorjeta) = UYU 280,00

Obs: A porcentagem de gorjeta (em espanhol, "propina") sugerida é de 10%.

- sobremesa no Cake's (gastamos mais que o previsto):

    torta: 155,00
    jugo de naranja: 71,00
    TOTAL: 226,00 + 20,00 (propina = gorjeta) = UYU 246,00

- demais gastos (UYU):
suprimentos: 265,00 (economizamos)
lanche noturno no Oro del Rhin: 0,00 (não fomos)

TOTAL EFETIVO: 2.079,00 (economizamos!)


Por hoje foi isso! Acho que ainda conseguimos fazer muita coisa para quem passou horas e horas viajando e chegou somente à tarde em Montevideo!

2 comentários:

  1. Definitivamente nunca mesmo troque dinheiro no aeroporto, pois o taxi oficial do aeroporto aceita dolar, cartao, real e o câmbio no aeroporto não compensa. Meu noivo e eu ficamos com receio, mesmo com todas as dicas lidas aqui e acabamos cambiando um pouco, depois no arrependemos. No bairro Pocitos, a maioria das lojas de câmbio está trocando 1 real = 9,50 pesos uruguaios, mas ainda achamos outra, no mesmo bairro, trocando 1 real = 9,70, sendo que no aeroporto é 1 real = 9,35.


    Na nossa primeira noite, optamos por um hotel mais em conta no Centro (Hotel Califónia), pois só pernoitaríamos, ainda bem que foi só uma noite. O hotel tem um térreo/hall de entrada legal, mas o quarto é um verdadeiro desastre.

    No segundo dia, resolvemos seguir sua dica e nos hospedamos no hotel palm beach e não nos arrependemos. Cabe destacar um dos atendentes: Alejandro. Super prestativo conosco e conseguia solucionar todas as dúvidas, além de nos encher de excelentes dicas.

    Já que tem fotinha do Cakes, vou comentar. heeheheheh. Fomos ao Cakes 02 vezes, realmente a melhor pedida é uma fatia para dois, pois ela é imensa. A primeira vez dividimos esta torta que você também comeu e na segunda visita fomos num brunch, que sai mais ou menos uns 49 reais para dois (você sai de lá bem satisfeito).

    Ufa. Vim comentar o post e praticamente criei outro!!! (Digitando rápido e sem revisão, desculpe os erros de português)

    Todos os posts desta tua viagem Uruguai/Argentina nos ajudou muito!!! Comentarei em todosssssssssssss.

    Obrigada!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Karen! Minha maior recompensa é saber que ajudei outras pessoas com minhas experiências em viagens, e ter o seu retorno me deixa super feliz! Obrigada pelo comentário e por também dividir aqui a sua experiência. Bjs!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...