05 maio 2014

[Uruguay/Argentina 2014] 8º dia: Buenos Aires (Microcentro e San Telmo)

ROTEIRO ORIGINAL (Sábado – 08/02/2014):

Microcentro
   Teatro Colón
   Obelisco
   Plaza de Mayo: Catedral Metropolitana, Cabildo, Banco de la Nación Argentina, Piramide de Mayo e Casa Rosada
San Telmo
   Almoço: Brasserie Petanque (reservado para às 13:15)
   Escultura da Mafalda
   Casa Mínima
   El Zanjón de Granados
   Mercado de San Telmo
   Plaza Dorrego
Show de tango: "Bien bailado y Bien porteño" às 20h (Centro Cultural Borges, anexo às Galerias Pacífico)

RELATO DO DIA:

Dormimos mal por conta do ocorrido na noite anterior (veja a postagem sobre a visita aos bairros Palermo e Puerto Madero onde relato o golpe da nota falsa do qual fomos vítimas) e acordamos ainda bem desanimados. Porém, o passeio tem que continuar.

Hoje resolvemos tomar café da manhã em uma Starbucks perto do hotel, na Av. Corrientes. Após, seguimos para a Av. 9 de Julio, a principal avenida de Buenos Aires. Achamos esta região, próxima ao Obelisco, bem bonita e bem policiada.

Obelisco no centro da Av. 9 de Julio.

Av. 9 de Julio.

Av. 9 de Julio.


Decidimos fazer a visita guiada no Teatro Colón, que começava às 10h. O teatro é muito bonito por dentro e a guia era bem simpática. Gostamos bastante do passeio e acho que valeu super a pena. Recomendo!

Fachada do Teatro Colón.

Interior do Teatro, rico em detalhes.

Interior do Teatro.

Palco e camarotes.

Detalhe do teto do Teatro.


Depois seguimos a pé para a Plaza de Mayo, onde estão algumas atrações turísticas importantes, como a Catedral Metropolitana, o Cabildo, o Banco de La Nación Argentina, a Piramide de Mayo e a Casa Rosada.

Catedral Metropolitana.

Cabildo.

Banco de La Nación Argentina.

Piramide de Mayo.

Casa Rosada.


O tempo estava nublado, porém bem abafado. Resolvemos, então, entrar na Casa Rosada, mais para fugir do calor e para descansar do que fazer a visitação gratuita.

Guardas no interior da Casa Rosada.


Após um bom descanso, deixamos a Casa Rosada e seguimos pela Calle Defensa em direção ao bairro San Telmo, onde tínhamos reserva para o almoço às 13:15 no restaurante Brasserie Petanque, de culinária francesa.

Passeamos rapidamente pelo bairro, que estava praticamente deserto (só deve ficar agitado mesmo aos domingos, quando há a famosa feira de San Telmo). Tirei foto com a estátua da Mafalda, importante personagem dos quadrinhos argentinos, que fica na esquina das ruas Defensa e Chile. Neste mesmo local se inicia o chamado Paseo de La Historieta, um percurso sugerido para se conhecer San Telmo. Acabamos não fazendo este percurso, mas parece ser bem interessante.

Mafalda, personagem famoso dos quadrinhos argentinos.

Paseo de La Historieta, percurso sugerido para se conhecer San Telmo.


Chegamos ao restaurante Brasserie Petanque, que ainda estava vazio. O local é bem charmoso e me lembrou muito o restaurante Pastis em Nova York (veja a postagem sobre o almoço no restaurante Pastis em NY).

Decoração interna do restaurante.

Decoração interna do restaurante.

Detalhe no chão do restaurante.

Decoração interna do restaurante.


De cortesia, recebemos um drink delicioso! O cubierto foi servido e fizemos nosso pedido. De entrada, pedimos uma quiche lorraine (tortinha de queijo), que veio acompanhada de salada. Estava simplesmente deliciosa! De prato principal, pedimos um filé com fritas e molho Béarnaise, para dividir. Também estava ótimo! De sobremesa, pedimos o clássico crème brûlée. É fato que já comi mais gostosos, mas este estava muito bom também.

Cubierto e drinks de cortesia.

Quiche Lorraine.

Filé com fritas e molho Béarnaise.

Crème Brûlée.


Mais um ótimo restaurante onde comemos muito bem! Veja minha avaliação sobre o restaurante Brasserie Petanque no TripAdvisor.

Com relação ao bairro San Telmo, não esperava que estivesse tão morto no sábado, inclusive uma das atrações que gostaria de ter visitado, El Zanjón de Granados, fecha aos sábados. Propositadamente não escolhi o domingo para visitar o bairro, pois deve ficar uma loucura por conta da famosa Feira de San Telmo. Nem oito nem oitenta!

Enfim, estava muito quente e decidimos voltar ao hotel para descansar um pouco. Apesar da distância, resolvemos voltar a pé mesmo. Ainda estávamos traumatizados em pegar táxi!

Quando passamos pela Plaza de Mayo, resolvemos entrar rapidinho na Catedral Metropolitana para fugir um pouco do calor.

Interior da Catedral Metropolitana.


Depois, seguimos pela Calle San Martin até o hotel. A rua estava um pouco deserta mas não tivemos nenhum susto. Como ainda estava cedo, aproveitamos para descansar e só depois seguir ao Centro Cultural Borges (com acesso pelas Galerias Pacífico), onde iríamos assistir a um show de tango às 20h.

Chegamos às Galerias Pacifico por volta das 18h e aproveitamos para comer alguma coisa antes do show. No Centro Cultural Borges há várias salas exibindo variadas apresentações e exposições. No dia anterior, compramos ingressos para o show "Bien bailado y Bien porteño", da companhia Bien de Tango. Achei a sala onde o show aconteceria um tanto velha e precisando de manutenção, as cadeiras eram um pouco desconfortáveis também.

O show teve duração de 1h30min, na medida certa, com direito à muita dança, música e cantores ótimos. Simplesmente adorei! Escolhi assistir a um show de tango neste local por não ser tão pega turista quanto àquelas casas que oferecem show e jantar, como por exemplo Señor Tango e La Ventana. Li vários comentários no TripAdvisor que nestas casas os garçons são mal-humorados, a comida não é boa e o show é muito extenso. Enfim, ficamos muito satisfeitos com nossa escolha e, por isso, recomendo.

Cartaz do show de tango.


O show acabou por volta das 21:30 e, mesmo sendo à noite, resolvemos arriscar voltar a pé para o hotel, que ficava a duas quadras das Galerias Pacifico. A Calle Florida ainda estava bem iluminada e com muita gente transitando. Foi uma caminhada tranquila e sem sustos. Ufa!

Ainda bem que hoje tivemos um dia tranquilo e agradável em Buenos Aires, tirando um pouco da tristeza e do desânimo ocasionados pelo golpe do taxista na noite anterior.

Abaixo, o mapa do trajeto aproximado percorrido a pé, algo em torno dos 6,3km.


View 8o dia - roteiro in a larger map


ESTIMATIVA DE GASTOS (em pesos argentinos - ARG):

café da manhã: 150,00
almoço no Brasserie Petanque: 500,00
jantar nas Galerias Pacifico: 200,00
show de Tango: 380,00
TOTAL ESTIMADO: 1.230,00

GASTOS EFETIVOS (em pesos argentinos - ARG):

Lembrando que a cotação é de BRL 1,00 = ARG 4,30.

café da manhã na Starbucks: 109,00
    tostado de jamón y queso (2 x 32,00): 64,00
    pan de queso: 12,00
    café mocha: 33,00
visita guiada no Teatro Colón: 260,00 (não previsto)
almoço no Brasserie Petanque: 338,00
    cubierto (2 x 15,00): 30,00
    quiche lorraine: 55,00
    lomo: 128,00
    refrigerante (2 x 22,00): 44,00
    crème brûlée: 49,00
    propina (gorjeta): 32,00
jantar nas Galerias Pacifico: 179,00
show de Tango: 380,00
TOTAL EFETIVO: 1.266,00 (gastamos um pouco mais)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...