11 fevereiro 2016

[Inglaterra/França 2015] 7º dia: Warner Brothers Studio Tour e Oxford

Hoje é o segundo dia de passeio com a empresa International Friends pelo interior da Inglaterra. A primeira visita de hoje foi ao estúdio da Warner Brothers para fazer o "Studio Tour – The Making of Harry Potter". Em seguida, visitamos a cidade de Oxford, onde fizemos um passeio a pé (walking tour) pela Universidade de Oxford.

Neste último dia em Londres, não deixe de conferir no relato a dica de devolver o Oyter Card para receber de volta o valor da taxa e da recarga que restou no cartão.

A seguir, o roteiro para o dia de hoje, o relato detalhado (com mapa do walking tour pela Universidade de Oxford) e, ao final, a estimativa de gastos comparada com os gastos efetivos.

ROTEIRO ORIGINAL (Sábado – 26/09/2015):

Warner Brothers Studio Tour – The Making of Harry Potter
Oxford

RELATO DO DIA:

Durante o planejamento desta viagem, reservamos dois passeios pelo interior da Inglaterra com a empresa International Friends, diretamente em seu site com o pagamento feito com cartão de crédito.

O primeiro passeio foi para visitar Stonehenge, Bath e Windsor. Hoje visitaremos os estúdios da Warner Brothers (WB), onde há o tour pelos bastidores dos filmes de Harry Potter (Studio Tour - The Making of Harry Potter), e em seguida visitaremos a cidade de Oxford, mundialmente conhecida pela sua universidade. A duração é de um dia conforme descrição detalhada no site da International Friends. O preço deste passeio inclui:

- Transporte
- Ingressos para o tour da WB
- Guia em Oxford

Para este passeio, só existe um local de saída estipulado pela empresa, que é o International Students House Car Park perto da Great Portland Street. Este foi o mesmo local de onde saímos no passeio do dia anterior, e é relativamente próximo ao nosso hotel, sendo uns 20 minutos de caminhada em passo rápido.

Hoje o horário marcado no ponto de encontro era às 9:00, então pudemos acordar um pouco mais tarde, em comparação com o passeio do dia anterior, que saía às 7:30. Chegando lá, já havia um ônibus aguardando. Entramos e nos deparamos com vários jovens, acho que em sua maioria adolescentes. Nos sentimos os mais velhos dentro do ônibus! Uma lista de presença foi passando entre os passageiros e, quando chegou a nossa vez de assinar, demos aquela espiada e percebemos que éramos os únicos brasileiros.

A WB fica localizada na cidade de Leavesden, distante uns 35km a noroeste de Londres. O ônibus saiu às 9:15 de Londres e chegamos ao estúdio às 10:00.

Chegando a Warner Brothers na cidade de Leavesden.

Entrada para o tour pelos bastidores dos filmes de Harry Potter.


Observação: As informações a seguir foram retiradas diretamente do site oficial da WB.

O local onde está a WB, em Leavesden, funcionou como uma fábrica de aviões entre os anos de 1939 a 1994. Após seu fechamento, o local começou a ser utilizado para gravações de filmes. E, em 2000, começou a ser utilizado para as gravações do primeiro filme da famosa série: Harry Potter e a Pedra Filosofal (Harry Potter and the Philosopher’s Stone, 2001).

O tour pelos bastidores dos filmes de Harry Potter foi aberto ao público em 31 de março de 2012 com um grande evento de inauguração e com a presença de vários atores dos filmes e membros da produção.

Chegando ao estúdio, nosso guia distribuiu os ingressos para o tour das 10:30 e estabeleceu que às 13:15 todos deveriam estar de volta ao ônibus, o que nos daria umas 2:30h para fazer a visitação.

Como ainda tínhamos um tempinho antes de iniciar o tour, resolvemos comer alguma coisa na lanchonete do local. Dividimos um croissant de queijo e presunto e um café com leite, totalizando em $7,65 libras.

No saguão principal do estúdio, é possível retirar o "Digital Guide" (aparelho com guia de áudio) a $4,95 libras, mas não quisemos. Sendo assim, fomos para a fila aguardar a entrada para o tour. Durante a espera, já é possível ver alguns itens utilizados nos filmes, como o carro voador usado no filme Harry Potter e a Câmara Secreta (Harry Potter and the Chamber of Secrets, 2002) e o "armário sob as escadas" (cupboard under the stairs) onde Harry Potter dormia na casa dos seus tios, no primeiro filme da série: Harry Potter e a Pedra Filosofal (Harry Potter and the Philosopher’s Stone, 2001).

Saguão principal do Studio Tour.

Muitas fotos de personagens e o carro utilizado no filme Harry Potter e a Câmara Secreta.

O "armário sob a escada", cenário do filme Harry Potter e a Pedra Filosofal.


A entrada é feita em grandes grupos. Primeiramente, passamos por uma sala onde um filme é exibido contando como a história de Harry Potter passou dos livros ao cinema. Ao final, as portas se abrem e nos deparamos com o primeiro cenário, simplesmente o Salão Principal do Castelo de Hogwarts, onde os alunos se reúnem para as refeições e outros eventos importantes.

O Salão Principal foi um dos primeiros cenários a serem construídos e foi utilizado em todos os filmes, exceto em Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 1 (Harry Potter and the Deathly Hallows – Part 1, 2010). A riqueza de detalhes é incrível! Neste cenário também estão em exibição vários figurinos utilizados pelos personagens.

Salão Principal do Castelo de Hogwarts, um dos principais cenários dos filmes de Harry Potter.

Figurinos utilizados pelos professores de Hogwarts, incluindo Dumbledore, o diretor da escola.


O tempo dos visitantes dentro do Salão Principal é limitado, sendo assim, seguimos adiante para que um novo grupo pudesse iniciar seu tour. Nas demais áreas, os visitantes podem ficar o tempo que quiserem. Fomos caminhando lentamente apreciando vários itens utilizados nos filmes, que vão desde objetos decorativos e roupas a cenários completos. Em diversas partes, há telas exibindo vídeos explicando como a cena foi filmada e os efeitos especiais utilizados. Muito bacana!

Decoração e figurinos utilizados no Baile de Inverno do Torneiro Tribruxo, no filme Harry Potter e o Cálice de Fogo.

Parte explicando como as cenas com as vassouras eram filmadas e os efeitos especiais incluídos.

Cenário da reunião dos Comensais da Morte no filme Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 1.

Sala comum da Grifinória (Gryffindor).


Depois de visitar esta grande área interna, passamos para o local de exibição do trem "Hogwarts Express" que foi utilizado nas filmagens. Esta nova atração foi inaugurada em 2015. É possível visitar o interior do trem (tem fila para entrar), o qual possui várias cabines recriando algumas cenas dos filmes, uma delas, quando Harry Potter e Ron Weasley se conhecem a caminho do Castelo de Hogwarts.

Quem resiste à uma foto dessas na estação 9 3/4, de onde sai o trem Hogwarts Express?! 

Trem Hogwarts Express utilizado nas filmagens e colocado em exibição no tour em 2015.

Uma das cabines do trem recria a cena onde Harry Potter e Ron Weasley se conhecem.

Cabines montadas fora do trem para quem quiser uma foto profissional com efeito visual.


Passamos agora para a área externa. Antes de continuar a visitação, não resisti em experimentar a versão sorvete da "cerveja amanteigada", que é vendida no local a $5,00 libras. Achei muito gostoso, porém, como é bem doce, acaba enjoando em algum momento.

Na área externa podemos encontrar o Knight Bus, um ônibus de 3 andares utilizado no filme Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban (Harry Potter and the Prisoner of Azkaban, 2004); a casa da família Dursley na rua Privet Drive, onde moram os tios de Harry; e o trecho da Hogwarts Bridge (Ponte de Hogwarts). Apesar de nunca ter existido nos livros, esta ponte foi criada para ser utilizada no filme Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban. Interessante que o trecho exibido no tour foi a única parte realmente construída da ponte, as outras partes que aparecem no filme foram criadas usando efeitos especiais.

Existem vários outros itens em exibição na área externa, como carros, motocicletas, e as peças gigantes do jogo de xadrez (Wizard's Chess), no qual Ron Weasley participou no primeiro filme da série: Harry Potter e a Pedra Filosofal (Harry Potter and the Philosopher's Stone, 2001).

Versão sorvete da "cerveja amanteigada".

Knight Bus, um ônibus de 3 andares utilizado no filme Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban.

Casa da família Dursley na rua Privet Drive, onde moram os tios de Harry Potter.

Trecho da Hogwarts Bridge utilizada no filme Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban.


Depois de visitar a área externa, passamos para uma área interna onde há uma apresentação muito bacana sobre os efeitos especiais utilizados para tornar reais as criaturas descritas nos livros. Para isto, são exibidos modelos, bonecos animatrônicos e os efeitos especiais utilizados nos filmes. Os vídeos explicativos são apresentados por dois membros da equipe de efeitos especiais e pelo ator Warwick Davis, que interpretou três diferentes personagens nos filmes (Professor Filius Flitwick e dois funcionários do Banco de Gringotts), sempre utilizando máscaras e efeitos visuais para diferenciá-los.

Apresentação dos efeitos especiais para criar diferentes personagens e outras criaturas dos filmes.


Em seguida, atravessamos um corredor que reproduz o Beco Diagonal (Diagon Alley). O Beco Diagonal é uma área de compras para os bruxos, possuindo vários restaurantes e lojas, onde todos os itens da lista de Hogwarts podem ser comprados. Aqui também está localizado o importante Banco de Gringotts.

Esta importante área dos livros de Harry Potter, e dos filmes, foi inaugurada em julho de 2014 no Universal Studios em Orlando, se tornando uma das atrações mais visitadas do parque, The Wizarding World of Harry Potter – Diagon Alley. Em dezembro de 2014 estivemos na Florida e pudemos visitar esta nova atração, que é incrível! Para saber mais, veja a postagem sobre a visita em 2014 a Universal Studios em Orlando.

Visitando o Beco Diagonal no Studio Tour.

Beco Diagonal reproduzido no parque Universal Studios da Florida. Qualquer semelhança não é mera coincidência!


Depois de visitar o Beco Diagonal, passamos pela área relacionada ao Departamento de Artes dos filmes, exibindo vários desenhos e modelos, inclusive uma reprodução do Castelo de Hogwarts, em escala de 1:24, que foi utilizado nas filmagens para exibir o castelo como um todo, principalmente em cenas aéreas. Este modelo foi construído a mão com uma riqueza de detalhes incrível!

Modelo do Castelo de Hogwarts utilizado em várias cenas do filme.


Quando chegamos à loja totalmente dedicada a Harry Potter, percebemos que o tour havia terminado. Mesmo para mim que não sou uma grande fã de Harry Potter (apesar de ter assistido a todos os filmes), foi uma experiência incrível (o marido também se surpreendeu)! Super recomendo a visita para os fãs de cinema.

O tour termina com a passagem por esta loja totalmente dedicada a Harry Potter.


Terminamos o tour por volta das 13:00, totalizando em 2:30h de visitação. Mas digo que merecia mais tempo! Antes de voltar ao ônibus, resolvemos passar na lanchonete para almoçar. Compramos uma sopa e uma garrafa de água totalizando em $6,25 libras.

Depois de comer, voltamos ao ônibus. Deixamos os estúdios da WB às 13:20 rumo à cidade de Oxford, que fica a 86km a oeste dos estúdios, e é mundialmente conhecida por sua universidade, a Universidade de Oxford. Chegamos a Oxford às 14:40, onde faríamos um walking tour às 15:00 pelos principais pontos da Universidade.

Antes de começar o passeio, fizemos uma visita estratégica ao Ashmolean Museum para usar o banheiro. A entrada no museu é gratuita. Além disso, como bateu uma fome no marido, passamos em uma lanchonete para comprar um sanduíche, no valor de $3,95 libras.

Ashmolean Museum, museu de artes na cidade de Oxford.

Monumento Martyrs' Memorial, ponto de partida do walking tour pela Universidade de Oxford.


A Universidade de Oxford não possui uma data conhecida para a sua fundação, porém, existem evidências de ensino neste local desde 1096, tornando a universidade uma das mais antigas dentre os locais falantes da língua inglesa, e a segunda mais antiga universidade ainda existente no mundo.

Em 1167, o Rei Henry II proibiu os estudantes ingleses de frequentar a Universidade de Paris, fazendo com que a Universidade de Oxford se expandisse rapidamente. Contudo, esta rápida expansão criou vários conflitos entre os estudantes e os habitantes da cidade de Oxford. Sendo assim, em 1209, vários estudantes resolveram se mudar para a cidade de Cambridge, a 136km a nordeste de Oxford, onde criaram o que se tornaria mais tarde a importante Universidade de Cambridge. Por conta disso, estas duas universidades possuem uma longa história de rivalidade.

A Universidade de Oxford é enorme, possuindo 38 faculdades e outros departamentos acadêmicos distribuídos em diferentes prédios espalhados pelo centro da cidade. Além disso, opera a maior editora universitária do mundo e tem o maior conjunto de bibliotecas do Reino Unido. Entre os seus ex-alunos, a Universidade de Oxford conta com 27 vencedores do prêmio Nobel, 26 Primeiros-Ministros e vários Chefes-de-Estado estrangeiros (Fonte: Wikipedia).

Como o nosso grupo era grande, fomos divididos em dois grupos menores, cada um com seu próprio guia. Interessante que os guias são alunos da própria universidade.

Começamos o walking tour pela Magdalen Street, onde fica o monumento Martyrs' Memorial. Entramos na Broad Street, onde há várias lojas vendendo artigos relacionados a Oxford e várias cafeterias. Aqui também há um grande bicicletário, onde os estudantes deixam suas bicicletas e seguem para suas aulas.

Caminhando pela Broad Street, em Oxford.

Amplo estacionamento para bicicletas na Broad Street.


Continuamos caminhando pela Broad Street até chegar aos prédios do Museum of the History of Science (Museu da História da Ciência) e do Sheldonian Theatre. Passamos por uma porta entre os dois prédios e caminhamos mais um pouco até chegar ao pátio em frente a Bodleian Library.

Paramos neste local e o nosso guia começou a contar um pouco da história da Universidade de Oxford. E foi quando ele explicou que Oxford serviu de inspiração para os filmes de Harry Potter, além de algumas cenas terem sido filmadas aqui. A Bodleian Library, por exemplo, serviu de cenário para a biblioteca e para a enfermaria de Hogwarts nos filmes Harry Potter e a Pedra Filosofal (Harry Potter and the Philosopher's Stone, 2001), Harry Potter e a Câmara Secreta (Harry Potter and the Chamber of Secrets, 2002) e Harry Potter e o Cálice de Fogo (Harry Potter and the Goblet of Fire, 2005).

À esquerda, o Clarendon Building. À direita, o Sheldonian Theatre.

Entrada lateral do Museum of the History of Science, prédio datado de 1685.

Bodleian Library, que serviu de cenário para a biblioteca e para a enfermaria de Hogwarts nos filmes de Harry Potter.


Daqui, caminhamos mais um pouco e paramos rapidamente em frente ao Clarendon Building, construído entre os anos de 1711 e 1713 para ser ocupado pela Oxford University Press, ou seja, a editora oficial da Universidade de Oxford. Porém, em 1832, a editora da universidade se mudou para a Walton Street. Atualmente, o Clarendon Building faz parte da Bodleian Library.

Clarendon Building, antiga sede da Oxford University Press.


Cruzamos o pátio no interior da Bodleian Library e nos deparamos com a Radcliffe Camera, um prédio de arquitetura neoclássica construído entre os anos de 1737 e 1749 para servir de sede da Radcliffe Science Library. Este prédio fica bem no meio de quatro outras construções: Bodleian Library, St. Mary's Church, Brasenose College e All Souls College.

Com o passar dos anos, a biblioteca de ciências foi transferida para outro local, momento em que o prédio passou a ser conhecido por Radcliffe Camera ("camera" vem do latim e significa sala), servindo atualmente como uma das salas de estudo da Bodleian Library. Imagina estudar em uma sala dessas?!

Radcliffe Camera, atualmente, uma das salas de estudo da Bodleian Library.


Rodeamos o Radcliffe Camera e paramos em frente a St. Mary's Church, considerada uma das primeiras construções da Universidade de Oxford, visto que há registros desta igreja datados de 1086.

Foi aqui onde nosso walking tour acabou, com duração aproximada de 1 hora. Nosso guia nos mostrou como voltar para o ponto de encontro onde o nosso ônibus deixaria Oxford às 17:00.

St. Mary's Church, considerada uma das primeiras construções da Universidade de Oxford.


Como ainda tínhamos um tempo livre, resolvemos visitar os arredores, e o guia sugeriu irmos até a Christ Church, que ficava bem pertinho e que também serviu de cenário para o primeiro filme de Harry Potter. Resolvemos arriscar!

Apesar do nome, a Christ Church é na verdade uma das faculdades da Universidade de Oxford, fundada em 1546 pelo Rei Henry VIII.

Saímos da St. Mary's Church pela High Street e depois dobramos à esquerda na St Aldate's Street, onde está localizada a entrada principal da Christ Church. Porém, esta entrada estava fechada para visitantes. Seguimos em frente e achamos uma entrada que dava acesso à parte lateral da Christ Church. Chegamos ao Meadow Gate, mas já estava tudo fechado para visitação, provavelmente por conta do horário.

Infelizmente, não pudemos conhecer o interior desta imponente faculdade, mas já pudemos perceber caminhando pelos arredores que o local é muito bonito. A escadaria que leva ao Great Hall da Christ Church serviu de cenário para introduzir Hogwarts a Harry Potter e aos demais alunos novatos no primeiro filme da série. Além disso, o Great Hall em si foi reproduzido nos estúdios da Warner Brothers para representar o Salão Principal do Castelo de Hogwarts, onde os alunos se reúnem para as refeições e outros eventos importantes (veja a 6ª foto desta postagem).

Caminhando pela área externa da Christ Church, que também serviu de cenário para o primeiro filme de Harry Potter.

Área externa da Christ Church, uma das faculdades da Universidade de Oxford.

Meadow Gate, uma das entradas para a Christ Church.


Às 16:30, resolvemos voltar ao ponto de encontro, perto do Ashmolean Museum, onde aproveitamos para ir ao banheiro antes de subirmos no ônibus. Aproveitamos para comprar mais duas garrafas de água a $1,50 libras cada.

Abaixo, o mapa com o trajeto percorrido no nosso walking tour pela Universidade de Oxford (em torno de 2,5km).




Deixamos Oxford por volta das 17:15 rumo a Londres, uma distância aproximada de 90km. Chegamos a Londres um pouco antes das 19:00, e o ônibus deixou todo mundo no mesmo local de partida, ou seja, perto da estação Great Portland Street. Ao invés de voltar ao hotel, nesta nossa última noite em Londres, resolvemos pegar o metrô para o Piccadilly Circus e tentar jantar no Jamie's Italian, restaurante italiano do famoso chef inglês Jamie Oliver, uma vez que perdemos a reserva na nossa segunda noite em Londres.

Chegando lá, por volta das 19:30, havia uma espera por mesa de quase duas horas, desistimos na mesma hora! Acabamos indo para o Rainforest Cafe, famosa franquia americana de restaurantes e que costuma fazer muito sucesso em Orlando. A espera por mesa estava de quase 30 minutos, algo mais aceitável para um sábado à noite.

Pedimos de entrada uma porção de pães com três diferentes acompanhamentos (húmus, azeitonas e tomate com queijo). De prato principal, pedimos uma massa ao molho branco com frango. Para ser bem sincera, a comida não estava tão boa e o atendimento estava super lento, sem falar que o restaurante deveria estar na sua lotação máxima, de tão muvucado que estava. Não gostamos da experiência.

Abaixo, a quantia que pagamos com o valor de cada item (em libras):

- Entrada: 10,95
- Smoothies (bebidas): 2 x 5,95 = 11,90
- Refrigerante: 3,70
- Massa: 16,50
- Serviço (12,5%): 5,38
TOTAL: $48,43

Acabamos deixando $50,00 libras pois não tínhamos o valor exato em moedas e não estávamos a fim de esperar uma eternidade pelo troco.

Saímos do restaurante por volta das 21:00 e pegamos o metrô direto para o hotel. Chegando na estação Russell Square, aproveitamos para devolver os nossos Oyster Cards, uma vez que não precisaríamos mais de metrô (veja esta dica e outras informações sobre o Oyster Card na postagem do segundo dia desta viagem). O atendente nos devolveu em dinheiro $6,10 libras para cada um, sendo $5,00 libras referentes ao depósito obrigatório para utilização do cartão e $1,10 libras que restaram do valor que carregamos inicialmente no cartão.

Voltamos ao hotel, arrumamos nossas malas e fomos dormir, pois amanhã pegaremos logo cedo o trem da Eurostar rumo a Paris.

E assim terminou nosso último dia em Londres... Vai deixar saudade!

Abaixo, o mapa com os locais visitados no dia de hoje.




GASTOS DIÁRIOS (em Libras, para o casal):

ESTIMATIVA DE GASTOS GASTOS EFETIVOS ECONOMIA
Alimentação: 70,00 Alimentação: 75,85 -5,85

Valor devolução Oyster Card: -12,20 12,20
70,00 63,65 6,35
SALDO DE SUPRIMENTOS
35,49
Saldo Anterior: 188,46 / Saldo Final: 124,81 / Economia Geral: 124,81

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...