17 setembro 2017

[Peru 2017] 10º dia: Lima (Centro)

Mais um dia de viagem pelo Peru e mais um dia de passeio por Lima, nosso destino final. Pela parte da manhã, visitamos o centro histórico de Lima, passando pelo Conjunto Monumental San Francisco, a Plaza de Armas, onde pudemos assistir à troca de guarda do Palácio do Governo, além de visitar a Catedral Metropolitana.

À tarde, visitamos o ótimo Museo de Arte de Lima (MALI), com seu amplo acervo de arte pré-colombiana, colonial, republicana e moderna. Vale muito a visita. Recomendo!

E terminamos nosso dia no Parque de la Reserva, onde está situado o Circuito Mágico del Agua, formado por 13 fontes cibernéticas utilizando alta tecnologia para criar sincronismo entre água, música, sons e luzes, resultando em espetáculos incríveis! Mais uma atração imperdível em Lima!

A seguir, o relato detalhado deste dia, incluindo fotos, informações e uma comparação entre os gastos estimados com os gastos efetivos.

ROTEIRO ORIGINAL (Terça-Feira 06/06/2017):

Comprar cartão pré-pago do Metropolitano (ônibus)
Conjunto Monumental San Francisco (Igreja, Museu e Catacumbas)
Plaza de Armas (Plaza Mayor)
    Catedral de Lima
    Palacio de Gobierno (troca de guarda às 12:00 todos os dias)
Museo de Arte de Lima (MALI)
Estadio Nacional
Circuito Mágico das Águas (Parque de la Reserva) - Show às 19:30

RELATO DO DIA:

Acordamos cedo e fomos tomar café da manhã, que está incluído na diária do hotel Tierra Viva Miraflores Larco.

Às 09:30, fomos na recepção do hotel para pedir informações sobre o Metropolitano, que consiste no sistema de trasporte público de Lima e conta com uma rede de ônibus em linha expressa. É necessário comprar um cartão pré-pago para utilizar o sistema. A emissão do cartão custa $4,50 soles e cada passagem custa $2,50 soles (junho/2017). A cada utilização, o valor da passagem é descontado do valor recarregado previamente no cartão.

A atendente, muito simpática, nos emprestou um cartão do Metropolitano que o hotel mantém para hóspedes, e nos explicou como proceder à recarga e qual seria a estação mais próxima. Além do mais, nos informou que poderíamos utilizar apenas um cartão sem problema para nós duas, algo que eu já havia lido pela internet.

Saímos do hotel e seguimos a pé até a estação Benavides. Chegando lá, fizemos a recarga do cartão no valor de $20,00 soles. Conforme expliquei na postagem de Planejamento Financeiro, estimei a utilização de 4 bilhetes por pessoa durante nossa estadia em Lima, totalizando em 8 bilhetes, daí o valor de $20,00 soles.

Com o cartão devidamente recarregado, primeiramente eu passei na catraca para acessar o interior da estação, e depois passei o cartão para minha mãe para que ela fizesse o mesmo. Existe um visor na catraca que mostra o saldo do cartão.

Nosso objetivo era chegar ao centro histórico de Lima para iniciar o passeio pelo Conjunto Monumental San Francisco. Sendo assim, pegamos o ônibus sentido Norte, entrada C para "Lima y Comas", rumo à estação Jirón de la Unión. O ônibus estava lotado, mas uma peruana educada cedeu seu assento para minha mãe.

Utilizando o Metropolitano, sistema de transporte público de Lima.


Descemos do ônibus na estação Jirón de la Unión e seguimos pela rua Jirón Lampa rumo ao Conjunto Monumental San Francisco. Pelo caminho, uma leve chuva insistia em atrapalhar nosso passeio.

Por volta das 10:30 chegamos ao complexo com o objetivo de visitar o Museo y Catacumbas de San Francisco. O ingresso estava custando $10,00 soles por pessoa e inclui o tour guiado, que dura em torno de 45 minutos. Infelizmente, não é permitido tirar fotos.

Chegando ao Conjunto Monumental San Francisco (Igreja, Museu e Catacumbas).


O tour guiado é muito interessante e passa por vários ambientes, como a biblioteca, que conta com cerca de 25 mil volumes, datados desde o século XV; o claustro principal, o refeitório, que possui uma enorme pintura da Última Ceia datada do século XVII; e as catacumbas, construídas no século XVI. Recomendo muito a visita guiada pelo Museo y Catacumbas de San Francisco.

Deixamos o local às 11:30 e caminhamos até a Plaza de Armas, local do Palácio do Governo, onde tivemos a sorte de chegar a tempo para assistir à troca de guarda, realizada todos os dias às 12:00.

O Palácio do Governo (Palacio de Gobierno), cuja construção atual é datada de 1937, é a residência oficial do Presidente do Peru e sede do Poder Executivo do país.

Banda do Palácio do Governo, momento que antecede a troca de guarda.



Troca de guarda do Palácio do Governo.


A troca de guarda terminou por volta das 12:15 e depois ficamos passeando um pouco pela Plaza de Armas, muito bonita e bem cuidada por sinal.

A Plaza de Armas, atualmente chamada de Plaza Mayor, marca o local de fundação da cidade de Lima, capital do Peru, em 1535. Ao redor da praça estão importantes edifícios históricos, como o Palácio do Governo, o Palácio Municipal, a Catedral Metropolitana, dentre outros.

Bela Plaza de Armas de Lima. Ao fundo, o Palácio do Governo do Peru.

Plaza de Armas, chamada atualmente de Plaza Mayor.

Palácio Municipal de Lima, na Plaza de Armas.


Antes das 13:00 entramos na Catedral Metropolitana de Lima para conhecer. O ingresso estava custando $10,00 soles por pessoa.

A primeira igreja foi construída no local em 1540, um pouco depois da fundação da cidade de Lima, e era na realidade uma pequena capela. Em 1551, uma segunda igreja, um pouco maior, foi construída no local. Contudo, a Catedral de Lima como hoje conhecemos teve sua construção iniciada em 1584 e concluída somente em 1622.

A igreja possui uma área reservada a um Museu de Arte Religioso, inaugurado nos anos 70, onde há exposição de esculturas, pinturas e outros objetos religiosos, datados desde o século XVI.

No subsolo da catedral, sob o altar principal (que estava em reforma), há uma cripta onde foram encontrados diversos corpos sepultados. Bem interessante de se visitar.

Fachada da Catedral Metropolitana de Lima.

Interior da Catedral de Lima. O altar principal estava em reforma.

Cripta no subsolo da catedral onde foram encontrados corpos sepultados.

Visitando a cripta no subsolo da catedral.


Deixamos a Catedral Metropolitana de Lima às 13:30 e seguimos pela rua Jirón de la Unión para dar continuidade ao passeio. Paramos em uma Starbucks para fazer um lanche mais reforçado, uma vez que não almoçamos.

Abaixo, a descrição detalhada do nosso lanche na Starbucks:

- Empanadas de carne: 2 x 8,50 = 17,00
- Frapuccino: 12,50
- Espresso: 7,50
- Garrafa de água: 3,50
TOTAL: $40,50 soles


Depois desse lanche um tanto quanto inflacionado, continuamos pela Jirón de la Unión, passando pela Iglesia de la Merced, até chegarmos à estação Jirón de la Unión.

Às 14:30, pegamos o ônibus sentido Sul rumo à estação Central. Contudo, na hora de desembarcar do ônibus, as pessoas que estavam entrando não nos deram espaço para sair... resultado: tivemos que descer na próxima estação Estadio Nacional, e pegar novamente um ônibus sentido Norte para tentar desembarcar na estação Central. O ônibus que pegamos estava tão cheio que quase não conseguimos entrar e foi a maior dificuldade para a minha mãe se segurar em uma das barras de apoio. Nessa hora ela ficou bem brava comigo! Mas... isso é vivenciar um pouco da vida dos moradores de Lima e que utilizam o transporte público!

Enfim conseguimos descer na estação Central e daqui fomos caminhando até o Museo de Arte de Lima (MALI), onde chegamos por volta das 15:00. O ingresso estava custando $30,00 soles por pessoa, contudo, minha mãe por ser idosa pagou a tarifa reduzida de $15,00 soles.

O edifício que abriga o MALI é chamado de Palacio de la Exposición, construído nos anos de 1870 e 1871 para sediar a primeira grande exposição pública de arte no Peru, a denominada "Gran Muestra de Artes, Ciencias e Industrias", em comemoração dos cinquenta anos da independência do país.

O MALI foi inaugurado oficialmente em 1961 e possui em exposição permanente um acervo com mais de 1.200 peças de arte que vão desde a época pré-colombiana até meados do século XX. A exposição permanente está concentrada no segundo piso do edifício.

Construção que parece um coreto, em frente ao Museu de Arte de Lima (MALI).

Fachada principal do MALI.

Interior do belo Palacio de la Exposición, que abriga o MALI.

Visitando a exposição permanente do MALI.


Apesar de o MALI ser pequeno, a quantidade de obras é grande, divididas em alas representativas da arte pré-colombiana, colonial, republicana e moderna. Definitivamente, um museu em Lima que merece ser visitado!

Como o cansaço estava tomando conta, acabamos visitando o museu bem rapidamente, finalizando às 16:30, quando resolvemos fazer um lanche no Café MALI. Abaixo, a descrição detalhada da nossa conta:

- Cappuccino: 2 x 7,00 = 14,00
- Panini caprese: 2 x 10,50 = 21,00
SUBTOTAL: 35,00
- Gorjeta (14%): 5,00
TOTAL: $40,00 soles


Deixamos o MALI às 17:10 e seguimos caminhando até o Parque de la Reserva, onde está situado o Circuito Mágico del Agua. Foi uma boa caminhada de 1km e fomos chegar ao parque às 17:30. Pelo caminho, avistamos o belo Estádio Nacional do Peru.

Galinhas de Angola pelo Parque de la Exposición.


O ingresso do Parque de la Reserva estava custando $4,00 soles por pessoa, contudo, como mami é idosa, sua entrada foi gratuita.

O Circuito Mágico del Agua foi inaugurado em 2007, sendo um dos projetos municipais de recuperação de espaços públicos de Lima. O circuito é formado por 13 fontes cibernéticas utilizando alta tecnologia para criar sincronismo entre água, música, sons e luzes, resultando em espetáculos incríveis! Isso explica porque o Circuito Mágico del Agua é considerado a atração #2 de Lima no TripAdvisor.

Além das belas fontes e monumentos espalhados pelo parque, a principal atração, sem dúvida, é o espetáculo na Fuente de la Fantasía, que acontece de terça-feira a domingo em diferentes horários noturnos. Vamos esperar o primeiro show às 19:15.

Ficamos passeando pelo Circuito Mágico del Agua visitando as diferentes fontes e, à medida que ia escurecendo, cada uma ganhava um colorido especial. Muito lindo!

Chegando ao Parque de la Reserva.

No Parque de la Reserva está situado o Circuito Mágico del Agua.

Ao fundo, o Estádio Nacional do Peru.

Fuente Rio de los Deseos.

Fuente Laberinto del Ensueño.

Fuente Túnel de las Sorpresas.

Não dá pra resistir e não atravessar o túnel de água!

Fuente de la Ilusión.

Fuente de la Fantasía, onde acontece o espetáculo principal.

Fuente Mágica. Ao fundo, o Estádio Nacional, e à direita o Monumento Logia. 

Bela Fuente Mágica!

Vários efeitos acontecem na Fuente Mágica.


Meia hora antes do show começar, fomos atrás de um lugar bom para assistir ao espetáculo, de preferência sentadas! Encontramos um banco com visão frontal da Fuente de la Fantasía, onde acontece o show, um pouco longe mas confortável! Nessa hora o frio já estava começando a apertar.

Aguardando o início do espetáculo que acontece na Fuente de la Fantasía.


Pontualmente às 19:15 o espetáculo na Fuente de la Fantasía começou. O show mistura música, luzes e projeção de imagens sobre a água da fonte, tudo em perfeito sincronismo. Inclusive, a título de curiosidade, a Disney tem investido bastante neste tipo de espetáculo em seus parques (obviamente em proporções maiores!).

O show dura em torno de 15 minutos e é muito lindo! Abaixo, alguns vídeos que gravei mostrando um pouquinho do espetáculo.






Após o show, deixamos o Parque de la Reserva e seguimos para a estação Estadio Nacional, onde pegamos um ônibus sentido Sul rumo à estação Benavides. No início do percurso, fomos que nem sardinha enlatada! Entretanto, à medida que as estações iam passando e as pessoas desembarcando, nossa situação foi melhorando!

Enfim chegamos à estação Benavides e fomos caminhando rumo ao hotel. Porém, pelo caminho, resolvemos parar no restaurante Saqra para jantar. Chegamos às 20:00 e o restaurante estava bem cheio. Só conseguimos mesa na área externa. Estávamos tão cansadas que não tirei foto da comida e nem da conta! Só lembro que mami pediu uma sopa de alcachofra e eu pedi camarões ao alho e óleo acompanhados de polenta, totalizando em $95,00 soles com gorjeta incluída. Como sempre, a comida estava deliciosa! Já elegemos o Saqra como nosso restaurante favorito em Lima!

Depois do ótimo jantar, voltamos a pé para o hotel quase às 21:30. O dia hoje foi bem cheio!

Abaixo, o mapa com os lugares visitados e os percursos a pé neste segundo dia em Lima (cerca de 5km):




GASTOS DIÁRIOS (em soles peruanos, para duas pessoas):

ESTIMATIVA DE GASTOS GASTOS EFETIVOS ECONOMIA
Metropolitano: 24,50 Metropolitano: 20,00 4,50
Complexo San Francisco: 2x10,00=20,00 Complexo San Francisco: 20,00 0,00
Catedral de Lima: 2x10,00=20,00 Catedral de Lima: 20,00 0,00
Museo de Arte de Lima: 2x30,00=60,00 Museo de Arte de Lima: 45,00 15,00
Circuito Mágico del Agua: 2x4,00=8,00 Circuito Mágico del Agua: 4,00 4,00
Alimentação: 150,00 Alimentação: 175,50 -25,50
Gorjeta: 2,00 -2,00
282,50 286,50 -4,00
Saldo Anterior: 927,95/ Saldo Atual: 641,45 / Economia Geral: 716,33

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...