28 novembro 2017

[Fernando de Noronha 2017] 3º dia: Ilha Tour Privativo

Hoje o dia foi reservado para o passeio denominado Ilha Tour, a versão city tour pela ilha de Fernando de Noronha. Contudo, resolvi contratar um passeio privativo, ou seja, só para minha mãe e eu. Por conta das ótimas recomendações, escolhi o guia Tony, o qual recomendo fortemente!

Conhecemos vários lugares lindos em Noronha, fizemos snorkeling na Baía do Sueste onde encontramos tartarugas marinhas, nos divertimos muito e cada momento foi registrado com fotos belíssimas tiradas pelo nosso simpático guia.

Apesar de ter lido várias opiniões descrevendo o Ilha Tour como um passeio desnecessário, para mim e minha mãe foi uma experiência única e incrível. Então, só tenho coisas boas a falar deste passeio com o guia Tony, na sua versão privativa.

RELATO DO DIA (Segunda-Feira 23/10/2017):

Conforme falei na postagem de Planejamento Geral (item 7), agendei para o dia de hoje o Ilha Tour privativo com o guia Tony (+55 81 8757-5548), muito bem recomendado no grupo fechado do Facebook denominado "Dicas de Noronha (Oficial)". O valor do passeio para duas pessoas custou R$ 500,00.

Descrição do Ilha Tour: O passeio inicia às 8:00 da manhã e termina com o pôr do sol. Iniciando na Praia do Boldró, em seguida Praia do Sancho, onde conhecemos também alguns mirantes para fotos, Praia do Sueste, Praia do Leão e Ponta das Caracas. Intervalo para almoço. Após a refeição, retorna ao passeio em direção à parte mais norte da ilha, um ponto chamado Air France, depois Capela de São Pedro, Museu do Tubarão, Buraco da Raquel, Praia da Caieira, Porto, Praia Cacimba do Padre, Baía dos Porcos, e encerra com o pôr do sol no Forte de São Pedro do Boldró. Carro de passeio com ar condicionado. Levar protetor solar, água, tênis, máscara, snorkel e colete.

Pontualmente às 08:00, Tony nos buscou no hotel para iniciar o Ilha Tour privativo. Como não tínhamos equipamento de mergulho, primeiramente Tony nos levou a uma loja (em frente ao restaurante Xica da Silva) para alugar nadadeiras, coletes e máscaras com snokel, totalizando em R$ 60,00 para mim e minha mãe (o aluguel de cada item custou R$ 10,00).

 A seguir, apresento os lugares que visitamos durante o passeio, em ordem cronológica.

- Mirante do Boldró (Posto de Observação)

Curiosidade: Nosso guia Tony nos explicou a origem do nome Boldró. Quando os ingleses avistavam o Morro do Pico a partir da praia o chamavam de "bald rock" (em português, pedra careca), que, por conta da pronúncia, acabou virando boldró!

Mirante para a Praia do Boldró. Dia começando lindo em Noronha!

Mami e eu, eu e mami, no Mirante para a Praia do Boldró.


- Mirantes da Baía do Sancho, Baía dos Porcos e Morro Dois Irmãos (PIC Golfinho-Sancho)

Informação Importante: Para acessar o PIC Golfinho-Sancho (PIC = Posto de Informação e Controle), é necessário o ingresso do Parque Nacional Marinho (vide item 6 da postagem de Planejamento Geral).

Como visitamos a Praia do Sancho no dia anterior (vide a postagem do nosso segundo dia em Noronha), falamos para o Tony que não fazíamos questão de descer novamente até a praia, ainda mais por conta do seu acesso complicado em meio às pedras.

Praia do Sancho, considerada uma das mais bonitas do mundo! Olha a cor dessa água!

Um momento para apreciar tanta beleza natural!

Foto clássica no principal cartão postal de Noronha: Baía dos Porcos e Morro Dois Irmãos.

Sensualizando em Noronha! Hahahahahaha!


- Snorkeling na Praia do Sueste (PIC Sueste)

Informação Importante: Para acessar o PIC Sueste (PIC = Posto de Informação e Controle), também é necessário o ingresso do Parque Nacional Marinho (vide item 6 da postagem de Planejamento Geral).

Aqui na Baía do Sueste (virada para o Mar de Fora) fizemos nossa parada para mergulho com o objetivo de ver tartarugas marinhas. Por conta do swell (vide explicação deste fenômeno no item 1 da postagem de Planejamento Geral) que chegou à ilha junto conosco, a água estava bem turva. Mas vamos em frente!

Tony nos deu todas as orientações necessárias, nos equipamos com os coletes, máscaras, snorkel e nadadeiras, e Tony nos levou mar adentro. Íamos segurando uma boia e Tony nos puxando a nado.

Encontramos duas belas tartarugas marinhas e o momento mais emocionante é quando elas sobem para respirar na superfície da água! Tony conseguiu filmar este momento no meu celular, devidamente protegido com a capa para mergulho.

Praia do Sueste. Parada para mergulho com o objetivo de ver tartarugas marinhas.

Não dá para ver nitidamente, mas havia uns tubarões nadando nesta parte da Praia do Sueste... Medoooooo!

Hora de nadar mar adentro para encontrar as tartarugas marinhas.

Mesmo com a água turva, conseguimos ver as tartarugas marinhas sem problemas.

Momento emocionante! Presenciar a tartaruga subir para respirar na superfície da água. Linda!


Abaixo, dois vídeos feitos pelo Tony no meu celular durante nosso snorkeling na Baía do Sueste! Eu feliz da vida com a experiência!






- Mirante da Praia do Leão

Mirante para a Praia do Leão, virada para o Mar de Fora. Aqui vemos um azul mais intenso da água. Lindo!

É possível estar em dois lugares ao mesmo tempo? Sim! Tony e suas ótimas ideias para fotos!


- Ponta das Caracas

Ponta das Caracas, também situada no Mar de Fora. Por isso a cor da água é de um azul mais intenso.

Um momento para apreciar a bela vista!


- Mirante da Baía do Sueste e Forte de São Joaquim do Sueste

Como não descemos até a Praia do Sancho, ganhamos um tempinho extra antes do almoço e Tony nos levou para conhecer o Mirante da Baía do Sueste, onde estão também as ruínas do Forte de São Joaquim do Sueste.

Curiosidade: O Forte de São Joaquim do Sueste foi construído em 1739, no Mar de Fora, com o objetivo de guardar a entrada para a Baía do Sueste. Foi restaurado em 1864, porém, infelizmente, encontra-se atualmente danificado, restando apenas poucas ruínas e canhões.

Daqui, fomos almoçar no Empório São Miguel, ótimo restaurante na Vila dos Remédios com opção de almoço self service e preço conforme peso do prato. Recomendo!

Visão panorâmica da Baía do Sueste.

Canhões que restaram do Forte de São Joaquim do Sueste.

Porque caminhar é preciso!

Baía do Sueste, onde nadamos para encontrar tartarugas marinhas.


- Mirante da Ponta do Air France

Curiosidade: A Air France surgiu em 1934 da fusão de quatro companhias aéreas, uma das quais a Generale Aeropostale instalada em Fernando de Noronha desde 1927. Possuía três edificações para moradia dos técnicos, guarda do material de trabalho e antenas. Atualmente, a única edificação que restou é utilizada como Espaço Cultural Air France, sede da Associação dos Artesãos e Artistas Plásticos de Fernando de Noronha. A Ponta do Air France fica justamente no ponto de encontro do Mar de Dentro com o Mar de Fora, sendo área de contemplação das Ilhas Secundárias do arquipélago de Fernando de Noronha.

Vista a partir do Mirante da Ponta do Air France, onde o Mar de Dentro e o Mar de Fora se encontram.

Ao fundo, o Rochedo Sela Gineta, uma das ilhas secundárias do arquipélago de Fernando de Noronha.

Antiga edificação da Air France. Ao fundo, a Capela de São Pedro.


- Capela de São Pedro e Enseada dos Tubarões

Capela de São Pedro sendo preparada para um casamento.

Vista para a Enseada dos Tubarões, onde os tubarões se encontram para iniciar o processo de reprodução da espécie.


- Buraco da Raquel e Mirante da Praia da Caieira

Curiosidade: O rochedo denominado de Buraco da Raquel possui uma lenda que diz que Raquel, filha de um comandante militar, costumava se refugiar no local durantes suas crises de depressão. Tony nos contou também outra versão... que, na verdade, Raquel procurava o lugar para encontros amorosos. Vai saber!

Rochedo denominado de Buraco da Raquel.

Praia da Caieira, localizada no Mar de Fora.


- Museu do Tubarão

O Museu do Tubarão possui um gramado com várias esculturas ótimas para fotos!

Alçando voo!

As sereias mais lindas!


- Praia Cacimba do Padre e Morro Dois Irmãos

Antes de visitar a Praia Cacimba do Padre, estava prevista uma parada na Praia do Porto para um novo mergulho. Contudo, por conta do swell, o mar estava um pouco agitado e com água turva. Sendo assim, pulamos essa parada e seguimos direto para a Praia Cacimba do Padre.

À esquerda da praia existe uma trilha em meio às pedras que leva a um belo mirante para o Morro dos Dois Irmãos. Tiramos várias fotos aqui.

Tony nos perguntou se queríamos continuar pela trilha nas pedras até chegar à Baía dos Porcos, mas achei que seria um tanto complicado e arriscado para mami, então desistimos e voltamos para a Praia Cacimba do Padre para uma nova sessão de fotos!

Vista para a Praia Cacimba do Padre a partir da trilha que leva à Baía dos Porcos.

Morro Dois Irmãos, um clássico de Fernando de Noronha.

Gratidão por conhecer este paraíso na Terra chamado Fernando de Noronha!

Tony e seus efeitos fotográficos!

Se achando a modelo na Praia Cacimba do Padre! Graças ao nosso guia e fotógrafo Tony!


- Pôr do sol no Forte de São Pedro do Boldró

Para finalizar o passeio, seguimos para o Forte de São Pedro do Boldró com o objetivo de presenciar o pôr do sol. Chegamos lá e já tinha uma galera com o mesmo intuito!

Depois de um dia tão bonito de muito sol e céu praticamente limpo, as nuvens resolveram tomar conta e frustrar a expectativa geral! Conseguimos ver um pouco do sol se pondo justamente entre o Morro dos Dois Irmãos, mas depois ele se escondeu por detrás das nuvens e já era! Teria sido um pôr do sol simplesmente perfeito...

Segundo dia que as nuvens atrapalham nosso pôr do sol, mas ainda temos mais dias pela frente e a esperança é a última que morre!

Cansadas mas muito felizes com esse dia intenso e maravilhoso de Ilha Tour privativo!

Se não fosse pelas nuvens, o pôr do sol teria sido pura perfeição...


Às 18:00, o guia Tony nos deixou no hotel e, assim, finalizamos este dia maravilhoso de muitos passeios.

Como falei na postagem de Planejamento Geral (item 7), inicialmente havia decidido não fazer o Ilha Tour, por achar que teríamos tempo suficiente para conhecer a ilha por conta própria. Contudo, como minha mãe avariou as costas antes da viagem, acabei mudando de ideia para facilitar a sua locomoção.

Interessante como as opiniões são divergentes em torno deste passeio. Enquanto muitas pessoas defendem que fazer o Ilha Tour é primordial para se conhecer a ilha de um modo geral, muitas outras defendem que este é um passeio totalmente desnecessário.

Depois da experiência incrível que tivemos com o guia Tony, na minha opinião, vale a pena sim fazer o Ilha Tour, pelo menos o privativo. Talvez o passeio coletivo (com um grupo maior de pessoas muitas vezes desconhecidas entre si) não seja tão bacana.

Além do mais, acho que o grande diferencial deste passeio está no guia. Tony é uma pessoa super bacana e simpática, que nos passou várias informações sobre a ilha. Sempre muito paciente, com ótimas ideias para fotos (se não fosse por ele não haveria tantas fotos de minha mãe e eu juntas) e, o principal para mim, extremamente atencioso e cuidadoso com minha mãe. Por conta disso, recomendo demais o guia Tony para o passeio de Ilha Tour privativo. Fica a dica!

Depois de descansar um pouco no hotel, às 20:00 pegamos um táxi para jantar novamente no restaurante da Pousada Triboju (jantamos aqui no dia em que chegamos a Noronha). O táxi custou R$ 21,00.

Na primeira experiência, pedimos o delicioso Risoto Salviano (risoto de limão siciliano acompanhado de camarões em crosta de queijo parmesão). Desta vez, então, quisemos experimentar algo diferente. Eu pedi um Peixe em Crosta de Côco acompanhado de purê mesclado de batatas e banana da terra e molho de maracujá, e mami pediu um Peixe na Castanha acompanhado de purê de palmito. Particularmente, nem sempre gosto de misturar doce e salgado, mas resolvi arriscar... Apesar de saboroso, achei que o molho de maracujá estava se sobressaindo ao sabor do peixe e, ao final, já estava um pouco enjoativo para mim. Definitivamente, achei o Risoto Salviano bem mais gostoso!

Para finalizar e tirar um pouco do doce do paladar, pedi um café expresso, que, particularmente, não foi o melhor expresso que já tomei...

Nossa segunda experiência gastronômica no restaurante Triboju não foi tão boa quanto a primeira, mas mesmo considero um ótimo restaurante e que vale à pena conhecer.

Nossa segunda experiência no restaurante Triboju. Confesso que a primeira foi bem melhor no sabor!


Abaixo, o detalhamento da nossa conta no restaurante Triboju:

- Suco: 2 x 9,00 = 18,00
- Peixe na Castanha: 88,00
- Peixe em Crosta de Côco: 79,00
- Café Expresso: 4,80
TOTAL: R$ 189,80


Importante notar que no valor da conta não vem cobrada a taxa de 10% referente ao serviço. Paguei os R$ 189,80 no cartão de crédito e deixei R$ 20,00 em dinheiro referentes aos 10% do nosso atendente. Super merecido!

Pedimos para que nos chamassem um táxi e voltamos ao hotel às 21:00. A corrida custou R$ 20,00.

E assim, mais um dia em Fernando de Noronha acaba... Mas amanhã tem mais!

MAPA COM LUGARES VISITADOS:



GASTOS EFETIVOS:

DESCRIÇÃO VALOR (R$)
Aluguel equipamento mergulho 60,00
Almoço (Empório São Miguel) 61,19
Ilha Tour Privativo 500,00
Táxi hotel - restaurante 21,00
Jantar (Triboju) 209,80
Táxi restaurante - hotel 20,00
TOTAL 871,99
Gasto Acumulado: R$ 1.712,09

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...