11 março 2018

[Viagens Curtas] Orlando 2017

Não nego... sou apaixonada pela Disney e este continua sendo meu lugar favorito no mundo! Sendo assim, como o objetivo inicial desta viagem aos Estados Unidos era ver o show do U2 em Miami, inevitável dar uma esticada até Orlando para aproveitar um pouco as suas atrações!

Desta vez, fui com um amigo e conseguimos conciliar nossas vontades nesta curtíssima, porém ótima, viagem a Orlando. Em apenas três dias visitamos o Kennedy Space Center, Disney Springs (antigo Downtown Disney), SeaWorld, Magic Kingdom e Disney's Animal Kingdom. Ufa! Que maratona!

A seguir, acompanhe meu relato detalhado desta viagem, que inclui a visita à nova (e espetacular) área temática do Disney's Animal Kingdom: Pandora - The World of Avatar.

CONSIDERAÇÕES INICIAIS

Período da Viagem e Passagens Aéreas

Na verdade, esta viagem aos Estados Unidos engloba uma rápida estadia em Miami (veja a postagem sobre nosso dia em Miami Beach), por conta do show do U2 (no dia 11/06/2017), e mais alguns dias em Orlando, no período total de 10/06/2017 a 15/06/2017.

Manaus pode ter uma logística ruim quando se trata de viagens para o restante do Brasil, mas no quesito Estados Unidos, é uma mão na roda ter um voo direto Manaus-Miami e com apenas cinco horas de duração.

Comprei as passagens de ida e volta pela America Airlines, no valor de R$1.854,38 (equivalente a $599 dólares) mais taxas de embarque de R$309,28, totalizando em R$2.163,66. Saudades do tempo que conseguia comprar as mesmas passagens por R$800,00...

Hospedagem

Para saber a estratégia que utilizo para escolher e reservar hotéis, acesse diretamente aqui o link Reserva de Hotéis, ou pelo menu Dicas - Reserva de Hotéis.

Escolhi o hotel Clarion Inn Lake Buena Vista, localizado próximo ao complexo da Disney, muito por conta do custo-benefício e por ter tido uma boa experiência de hospedagem em 2011. Confesso que detesto a muvuca da International Drive... Mas há quem goste!

Efetuei a reserva de três diárias (12/06/2017 a 15/06/2017) pelo Hoteis.com, no valor total de R$793,17 (taxas incluídas). O hotel possui amplo estacionamento gratuito, mas o café da manhã não estava incluído no valor da diária.

Aluguel de Carro

Alugamos o carro com a empresa Sixt com retirada e devolução no Aeroporto de Miami por todo o período da viagem, totalizando em $169,74 dólares. Escolhemos a tarifa mais baixa e sem qualquer adicional. Sendo assim, tivemos que levar nosso próprio GPS.

Observação Importante: Existem vários pedágios entre Miami e Orlando. Para facilitar nossa vida e utilizar as vias de cobrança automática de pedágio, adquirimos, assim que chegamos a Miami, o "transponder" (pequeno equipamento para colocar no carro) do SunPass a $20,00 dólares. Fizemos a ativação do equipamento no site do SunPass, jogamos um valor pré-pago e fomos utilizando conforme instruções.

Compra de Ingressos

Todos os ingressos dos parques que visitamos (Kennedy Space Center, SeaWorld, Disney's Animal Kingdom e Magic Kingdom) comprei diretamente nos sites oficiais utilizando cartão de crédito.

Abaixo, o valor de cada ingresso, por pessoa, e sem valores cobrados de taxas:

- Disney (2-Day Ticket with Admission to 1 Park Per Day - Ages 10+): $199,00 dólares
- SeaWorld (1 Day Advance Purchase SeaWorld Orlando Single-Day Ticket): $79,99 dólares
- Kennedy Space Center (Adult - Ages 12+): $50,00 dólares

Observação: Como estas compras são internacionais no cartão de crédito, atente que o valor original da compra será acrescido de IOF, na alíquota de 6,38%.

Cadastro no MyDisneyExperience

Não deixe de criar uma conta no MyDisneyExperience para fazer planos e gerenciar sua visita aos parques da Disney.

Quando você compra os ingressos diretamente no site oficial da Disney, utilizando o perfil do MyDisneyExperience, como eu fiz, fica tudo conectado. Uma maravilha! Aí é possível conectar ao seu ingresso qualquer coisa relacionada ao complexo da Disney, como reserva de hotel, reservas de restaurantes, o itinerário que você pretende fazer pelos parques e o mais importante: selecionar antecipadamente, mediante disponibilidade, FastPass+ para três atrações para cada um dos parques. Lembrando que o serviço FastPass+ está incluído no preço da entrada dos parques da Disney.

E, antes de viajar, não deixe de instalar o aplicativo MyDisneyExperience no seu smartphone. A Disney disponibiliza em seus parques internet Wi-Fi gratuita. Assim, com este aplicativo, é possível obter o tempo real de espera das filas de todas as atrações, a programação do dia com os horários dos shows, mapas dos parques, reserva de restaurantes, horários reservados de FastPass+, entre outras funcionalidades.

Dica: Um serviço que adoro e sempre utilizo é o Disney PhotoPass. Há fotógrafos profissionais espalhados pelos principais pontos dos parques da Disney. É muito fácil identificá-los por conta da farda que usam. Caso você queira uma foto profissional, basta entrar na fila (se houver uma). Após tirar suas fotos, o fotógrafo irá pedir seu ingresso (do tipo cartão magnético ou magic band) para salvá-las. Mas não se preocupe que não há cobrança neste momento! As fotos ficam disponíveis, por tempo limitado, no MyDisneyExperience para você selecionar as que gostou e assim poder comprá-las.

LUGARES VISITADOS

Nossa estadia em Orlando foi super curta. Por isso, tivemos que priorizar (e conciliar) nossas vontades. Afinal, viajar com outras pessoas significa, em geral, fazer concessões mútuas! Enquanto eu queria visitar os parques Animal Kingdom e Magic Kingdom, e mais o Disney Springs (antigo Downtown Disney), meu amigo queria visitar o SeaWorld e o Kennedy Space Center!

Por fim, conseguimos montar a seguinte programação:

- 12/06/2017: Kennedy Space Center + Disney Springs
- 13/06/2017: Disney's Animal Kingdom
- 14/06/2017: SeaWorld + Magic Kingdom

No dia 15/06/2017, tivemos que retornar a Miami para devolver o carro e pegar o voo de volta ao Brasil.

Infelizmente, ao contrário de Miami, onde pegamos um dia incrível de sol, em Orlando fomos "agraciados" com uma chuva intermitente, ora fraca, ora forte. Ainda bem que levei os dois ponchos (capas de chuva) que tenho da Disney e que comprei em 2011 durante uma visita em um dia de chuva pelo Magic Kingdom.

A seguir, um pouquinho sobre os lugares que visitamos em Orlando e arredores.

Kennedy Space Center - Visitor Complex

Informação Importante: Antes de começar a falar sobre o parque em si, quero avisá-lo que, se você for de carro para o complexo de visitantes do Kennedy Space Center, o estacionamento é pago e estava custando $10,00 dólares (junho/2017), valor que deve ser pago de forma antecipada.

Esta foi a terceira vez que visitei o Kennedy Space Center. Confesso que não morro de amores e nem teria colocado no roteiro da viagem, mas quando viajamos com outras pessoas, temos que fazer concessões, não é mesmo?!

O centro espacial da NASA está localizado no Cabo Canaveral, bem ao leste da Florida. No local existe um complexo para visitantes, onde há diferentes exposições relacionadas aos programas espaciais desenvolvidos ao longo dos anos pela NASA, destacando principalmente a denominada "Corrida Espacial" que aconteceu entre os Estados Unidos e a União Soviética na segunda metade do século XX, resultando na suposta visita do homem à lua.

Chegando ao complexo de visitantes do Kennedy Space Center.


Visitamos o complexo no dia que saímos de Miami rumo a Orlando. Chegando lá, às 12:30, demos prioridade ao Bus Tour, um passeio de ônibus por algumas áreas restritas do porto espacial. Em uma das paradas realizadas pelo ônibus, visitamos uma sala que simula o centro de controle de lançamento da Apollo 8, durante a corrida espacial, com vídeos da época e todo um efeito visual para dar mais emoção à simulação.

Na minha opinião, o Bus Tour é a atração mais interessante do complexo e a que consome mais tempo também. Mesmo tentando otimizar nossa visita nas paradas com tempo livre, ao todo fizemos o tour em duas horas.

Chegando à atração Bus Tour, um passeio de ônibus por algumas áreas restritas do complexo da Nasa.

Passando por áreas restritas de controle de lançamento de equipamentos espaciais da Nasa.

Simulador do centro de controle de lançamento da Apollo 8, durante a corrida espacial, na segunda metade do século XX.

Exposição reservada à Corrida Espacial para a Lua, exibindo partes da Apollo 8 e do foguete Saturn V.


Como nosso tempo era curto, depois do Bus Tour visitamos somente a atração Space Shuttle Atlantis, uma área reservada para exposição do ônibus espacial Atlantis, incluindo outras exibições interativas, além do simulador Shuttle Launch Experience, que simula a experiência de lançamento ao espaço de um ônibus espacial.

Deixamos o complexo de visitantes do Kennedy Space Center às 16:15 e pegamos, finalmente, a estrada rumo a Orlando.

Fachada da atração Space Shuttle Atlantis.

No interior da atração Space Shuttle Atlantis, há várias exposições.


Disney Springs

O Disney Springs (antigo Downtown Disney) é um complexo de lojas, restaurantes, bares, lanchonetes, cinema e várias outras atrações relacionadas ao entretenimento. Inclusive, durante 20 anos, o Cirque du Soleil manteve um show exclusivo para a Disney aqui, o La Nouba, o qual tive a oportunidade de assistir em 2011. A sua última apresentação foi em 31/12/2017.

O complexo foi inaugurado em 1975 com o nome de Lake Buena Vista Shopping Village. Desde então, passou por várias modificações e teve diferentes nomes. Em 1977, chamou-se Walt Disney World Village; em 1989, Disney Village Marketplace e; em 1997, Downtown Disney. Depois de muitos anos se mantendo como Downtown Disney, recentemente houve uma grande reforma do complexo, recebendo seu nome atual de Disney Springs.

Chegando ao Disney Springs (antigo Downtown Disney).


Esta foi minha primeira visita ao complexo como Disney Springs. Como fomos à noite, resolvi reservar um jantar no restaurante Raglan Road, no tradicional estilo de pub irlandês. Efetuei a reserva para às 20:30 pelo site OpenTable.

Chegamos ao Disney Springs em cima da hora para a reserva de jantar. Estacionamos o carro no edifício garagem (aqui o estacionamento é gratuito) e seguimos direto para o restaurante. Pena que nossa mesa não era próxima ao palco onde acontecem algumas apresentações de música e dança irlandesa. Até reclamei para a atendente, mas o restaurante estava cheio e não tinha outro lugar... fazer o quê?

Fachada do restaurante Raglan Road Irish Pub, em Disney Springs.

Apresentação de música irlandesa no restaurante Raglan Road, em Disney Springs.


Já que estamos em um pub irlandês, nada melhor que experimentar cervejas! Escolhi logo a degustação "Flights of Beer" com quatro cervejas ("The Four Provinces"): Guinness, Smithwicks, Harp e Kilkenny. Uma loucura!

De entrada, pedimos um "Kiss Before Shrimp", uma panelinha com camarões ao molho de alho, pimenta e limão, servidos com pão fatiado. Estava gostoso, porém bem apimentado!

De prato principal, pedimos um "Keen Eye for the Shepherd’s Pie", uma tradicional torta irlandesa feita com carne moída e purê de batatas (praticamente um escondidinho de carne), e um "Braised Be Beef", bife de carne bovina servido com purê de batatas e legumes.

Para finalizar, pedimos de sobremesa um "Ger’s Bread & Butter Pudding", o tradicional pudim irlandês feito de pão.

Sendo muito, mas muito sincera, tirando a entrada de camarões e as cervejas, nenhum dos demais pratos agradou nosso paladar... uma pena, pois o ambiente é super bacana e bem descontraído. Eu até voltaria neste restaurante, mas experimentaria outros pratos.

Degustação de cervejas irlandesas no restaurante Raglan Road, em Disney Springs. Adoro!

Nosso jantar no Raglan Road Irish Pub. Fraco... Até daria uma segunda chance, mas para experimentar outros pratos.



A seguir, o detalhamento da nossa conta no restaurante Raglan Road Irish Pub, em Disney Springs:

- Four Provinces Flights: 9,00
- Miller Lite: 6,50
- Kiss Before Shrimp: 15,00
- Shepherd’s Pie: 19,00
- Braised Be Beef: 26,50
- Swithwicks: 3 x 8,00 = 24,00
- Bread Pudding: 9,50
SUBTOTAL: 109,50
- Taxa (6,5%): 7,12
TOTAL: $116,62 dólares (deixamos mais uma gorjeta de $17,38 dólares, equivalente a 16%)


Abaixo, um trechinho de um show de dança típica irlandesa que gravei no Raglan Road Irish Pub:




Depois do jantar, resolvemos passear um pouco por Disney Springs. Ainda há muitos espaços em reforma, mas, no geral, não vi tantas modificações assim, em comparação ao anterior Downtown Disney.

Desta vez, resolvi realizar um sonho antigo... passear no "Aerophile - Balloon Flight", que um dia se chamou "Characters in Flight", um balão que sobe até uma determinada altura, preso por cordas, e que proporciona uma vista panorâmica de Disney Springs e arredores. O ingresso estava custando $20,00 dólares por pessoa (junho/2017).

Como fomos à noite, a vista fica um pouco comprometida para áreas mais distantes. Mas conseguimos ver a bola do Epcot por conta da sua iluminação noturna. Mesmo assim, gostei bastante da experiência. Agora quero ir durante o dia!

Passeando no "Aerophile - Balloon Flight", em Disney Springs.


O cansaço bateu e decidimos voltar ao hotel às 23:30. Contudo, definitivamente, o Disney Springs é uma área que vale muito à pena ser explorada e não deve ser deixada de fora em um roteiro pela Disney. Fica a dica!

Aproveito para listar abaixo os links para postagens do blog sobre outras experiências que tive no complexo quando ainda era chamado de Downtown Disney:

- Orlando 2013: Downtown Disney (Earl of Sandwich, Ghirardelli, World of Disney)
- Florida 2014: Downtown Disney (T-REX e Ghirardelli)


Disney's Animal Kingdom

Informação Importante: Antes de começar a falar sobre o parque em si, quero avisá-lo que, se você for de carro para o complexo da Disney, o estacionamento é pago e estava custando $20,00 dólares (junho/2017), valor que deve ser pago de forma antecipada.

O parque Disney's Animal Kingdom foi inaugurado em 1998, voltado para a conservação animal. Por conta disso, ao parque foi dedicada uma área de 200 hectares, fazendo com que seja o maior parque da Disney.

Acontece que, justamente por ser um parque dedicado aos animais, o seu horário de fechamento era o mais cedo dentre os demais parques da Disney.

Contudo, lá em 2011, a Disney anunciou seus planos de parceria com o renomado diretor James Cameron para construir uma área temática baseada no filme Avatar, justamente no parque Disney's Animal Kingdom. A construção desta nova área teve início em 2014, resultando no fechamento definitivo da área temática "Camp Minnie and Mickey".

Além da nova área temática baseada no filme Avatar e que se chama "Pandora - The World of Avatar", outras grandes mudanças foram introduzidas ao Disney's Animal Kingdom, incluindo novas atrações e shows noturnos.

A tão aguardada inauguração aconteceu no dia 27/05/2017 e, obviamente, não poderia deixar de fora do nosso roteiro a visita ao parque Disney's Animal Kingdom para conhecer suas novas atrações!

O horário de funcionamento do parque neste dia era de 8:00 às 23:00, e nossa programação no MyDisneyExperience estava assim:
  • FastPass+: Na’vi River Journey (chegada entre 8:50 e 9:50)
  • Almoço: Restaurante Yak & Yeti às 13:00
  • FastPass+: Expedition Everest (chegada entre 15:20 e 16:20)
  • FastPass+: Rivers of Light (chegada entre 20:35 e 21:00)

Como já visitei outras vezes o parque e inclusive já relatei aqui no blog (veja a postagem Orlando 2013: Animal Kingdom), agora vou me dedicar apenas às novas experiências que tive, incluindo as atrações de Pandora - The World of Avatar.

- Valley of Mo'ara (Pandora - The World of Avatar)

O Vale de Mo'ara (Valley of Mo'ara) nada mais é do que a ambientação do mundo de Pandora. Aqui encontramos a representação da paisagem de Pandora, incluindo montanhas flutuantes, muitas plantas exóticas e todos os outros elementos que fazem parte da cultura Na'vi (espécie humanoide habitante de Pandora).

Passeando pelo Vale de Mo'ara, na área temática Pandora - The World of Avatar.

Passeando pelo Vale de Mo'ara, na área temática Pandora - The World of Avatar.

Passeando pelo Vale de Mo'ara, na área temática Pandora - The World of Avatar.

Sou quase uma Na'vi no Vale de Mo'ara! #sqn


Só posso dizer que o Vale de Mo'ara é a perfeição em todos os detalhes! A grandiosidade e a beleza do local impressionam. Se em um dia nublado já é tudo lindo, imagina em um dia ensolarado. Já quero voltar urgenteeeeeee!

À noite, o local também recebe uma iluminação especial.

É no Vale de Mo'ara que estão espalhadas as atrações de Pandora - The World of Avatar, e que vou comentar a seguir.

- Avatar Flight of Passage (Pandora - The World of Avatar)

A atração Avatar Flight of Passage é um simulador e se tornou a atração mais concorrida do parque Disney's Animal Kingdom.

Mesmo com um mês de antecedência, não consegui agendar FastPass+ para esta atração. Então, a estratégia foi chegar ao parque antes da sua abertura e correr para a atração assim que a entrada no parque fosse liberada. E foi exatamente isso que fizemos, e mais um monte de gente!

Chegamos a enfrentar ainda um tempo de espera de 40 minutos na fila. Um baita lucro, pois no decorrer do dia o tempo de espera desta atração estava chegando a 4 horas!

Confesso que esses 40 minutos passaram que nem percebemos, pois a ambientação desta atração é tão incrível que você simplesmente imerge no mundo de Avatar. Na verdade, estamos adentrando ao laboratório onde os seres humanos se conectam a um avatar para se transformarem em um Na'vi e, assim, conseguirem entrar e fazer parte do mundo de Pandora. A atração em si, simula justamente o voo do seu avatar (sim, você receberá um avatar!) sobre um Banshee, animal alado que parece um dragão.

Enfim, tendo visto o filme ou não, conhecendo a história ou não, o fato é que este simulador utiliza o que há de mais avançado na tecnologia, criando um efeito surreal! Definitivamente, o melhor simulador existente nos parques da Disney e Universal, deixando qualquer outra atração neste mesmo estilo no chinelo!

Ambientação da atração Avatar Flight of Passage, um simulador incrível, só o que digo!


- Na’vi River Journey (Pandora - The World of Avatar)

Outra atração da nova área temática de Avatar é o Na’vi River Journey, um passeio bem tranquilo a bordo de um bote por um rio na Floresta Sagrada Bioluminescente em busca por "Na'vi Shaman of Songs". Quem???

A ambientação da atração é perfeita! Contudo, é mais para relaxar do que qualquer outra coisa. E as músicas seguem um estilo meio "Hare Krishna".

Atração Na’vi River Journey, da área temática Pandora - The World of Avatar.


- Satu’li Canteen (Pandora - The World of Avatar)

Satu’li Canteen não é uma atração e sim um restaurante com serviço de balcão, ou seja, você entra na fila do caixa, faz seu pedido, paga e aguarda sua comida no balcão.

Fizemos um lanche aqui (praticamente nossa janta) e há boas opções de alimentação saudável, incluindo grãos integrais, legumes frescos e muitas proteínas, para rebater aqueles que falam que só existe besteira para comer nos parques da Disney.

Escolhemos dois pratos iguais de frango com salada (cada tigela, ou bowl, custou $11,49 dólares), mais cerveja, totalizando em $37,60 dólares. Além de bem servido, estava bem gostoso.

Nosso jantar no restaurante Satu’li Canteen, na área temática Pandora - The World of Avatar.


- Almoço: Yak & Yeti

Quando eu passo o dia inteiro em um parque (seja Disney ou Universal), sempre opto por reservar almoço em algum dos restaurantes disponíveis com o chamado serviço de mesa (table service).

Nas minhas duas visitas anteriores ao Disney's Animal Kingdom, almocei em ambas as vezes no Rainforest Cafe, uma franquia existente em várias outras cidades dos Estados Unidos. Acho o ambiente bem bacana e deve fazer sucesso entre a criançada. Apesar de ser retratada uma floresta tropical, tenho dúvidas quanto a alguns animais caracterizados aqui, principalmente o elefante! Pelo menos na Floresta Amazônica não há elefantes! Mas isso é só um detalhe, o que importa é o ambiente descontraído e a boa comida!

Contudo, desta vez queria uma experiência diferente. Então, dentre as opções existentes dentro do parque, acabei escolhendo o restaurante Yak & Yeti, localizado na área temática Asia, bem pertinho da atração Expedition Everest. É de se esperar então que a comida siga um estilo de culinária asiática. Efetuei a reserva de uma mesa para o almoço às 13:00, pelo MyDisneyExperience, e compartilho aqui minha experiência.

De entrada, dividimos um "Firecracker Shrimp", camarões empanados e cobertos com molho apimentado. De prato principal, ambos pedimos o "Chicken Tikka Masala", pedaços de peito de frango marinados em iogurte e ervas frescas cozidos em um tradicional molho Masala, acompanhado de arroz com jasmim e fatias de pão.

Gostei bastante da comida, bem temperada mas super apimentada! Se você não gosta de pimenta, fuja deste prato (ou tente pedir sem pimenta)! Chega deu um suadouro! Hahahahahaha!

Nosso almoço no restaurante Yak & Yeti, na área temática Asia do Disney's Animal Kingdom. Gostei!


Abaixo, o detalhamento da nossa conta no restaurante Yak & Yeti:

- Firecracker Shrimp: 10,99
- Chicken Tikka Masala: 2 x 23,99 = 47,98
- Bebidas: 12,00
SUBTOTAL: 70,97
- Taxa (6,5%): 4,61
TOTAL: $75,58 dólares (deixamos mais uma gorjeta de $11,42 dólares, equivalente a 16%)


- Tree of Life Awakenings

Agora que o horário de funcionamento do parque foi estendido até a noite, houve um investimento alto na parte da sua iluminação noturna. E claro que o símbolo principal do Disney's Animal Kingdom, a "Árvore da Vida" (Tree of Life) recebeu uma iluminação toda especial.

E o momento em que a árvore começa a se acender foi chamado de Tree of Life Awakenings, representando o despertar dos espíritos dos animais esculpidos no enorme tronco da árvore, com diversas animações e imagens com cores vivas. Esse espetáculo de luzes e animações ocorre a cada 10 minutos e é bem bonito!

Na verdade, todo o parque fica lindamente iluminado à noite. Recomendo demais que você estenda sua visitação ao Disney's Animal Kingdom até a noite.

A Árvore da Vida, símbolo do Disney's Animal Kingdom, recebeu uma iluminação noturna especial.


- Rivers of Light

Como o Disney's Animal Kingdom estendeu seu horário de funcionamento até a noite, criaram o espetáculo noturno Rivers of Light, para fechar com chave de ouro as atividades do parque. Os shows noturnos são algo comum em outros parques da Disney.

O Rivers of Light, com 15 minutos de duração, acontece no lago chamado Discovery River com acesso pela área temática Asia. Bem no estilo do Fantasmic!, que acontece no Disney's Hollywood Studios, embarcações e outras estruturas circulam pelo lago, com muita música, apresentações teatrais e projeções de imagens em fontes de água.

Neste dia o show iniciou às 21:15, mas chegamos com antecedência e com o nosso FastPass+ conseguimos assentos bem bacanas e frontais para assistir ao espetáculo.

Panorâmica do lago Discovery River onde acontece o show noturno Rivers of Light.

Lago Discovery River onde acontece o show noturno Rivers of Light. Ao fundo, a ótima atração Expedition Everest.

Aguardando o início do show Rivers of  Light.

Início do show Rivers of  Light.

Após o show Rivers of Light, o parque continua com uma iluminação noturna incrível.


Para ser bem sincera, o show é muito bonito, mas confesso que em alguns momentos achei um pouco monótono... Mas vá e tenha a sua própria experiência e tire suas próprias conclusões!

Abaixo, um trechinho do show noturno Rivers of Light, do Disney's Animal Kingdom:




- Demais Atrações

Obviamente, visitamos várias outras atrações pelo parque, mas não compartilharei aqui pois todos os detalhes já estão na postagem sobre a minha visita ao Disney's Animal Kingdom em 2013.


SeaWorld

Informação Importante: Antes de começar a falar sobre o parque em si, quero avisá-lo que, se você for de carro para o SeaWorld, o estacionamento é pago e estava custando $20,00 dólares (junho/2017), valor que deve ser pago de forma antecipada.

Esta foi a minha terceira visita ao SeaWorld. Confesso que havia perdido o interesse em visitar este parque... Porém, tal como aconteceu com a visita ao Kennedy Space Center, fiz esta concessão ao meu amigo que queria visitar o SeaWorld!

Chegando ao SeaWorld.


Para ser bem sincera, este tipo de parque, que utiliza prioritariamente animais para entretenimento do público, me gera diferentes sentimentos (mixed feelings, em inglês). Não que eu seja ativista em defesa dos animais, mas vê-los naquele ambiente me faz pensar como são efetivamente tratados nos bastidores... É verdade que a Disney e a Universal também possuem shows com animais, mas não são as atrações principais dos parques e envolvem animais menores, como cachorros e aves... sei lá...

Enfim, deixando qualquer discussão de lado, o fato é que fui ao SeaWorld e compartilho aqui as atrações que visitei (um pouco limitado pois passamos apenas a manhã no parque).

- Manta

Chegamos no horário de abertura do parque às 09:00 e fomos direto para a atração Manta (que significa arraia gigante em português), uma montanha-russa diferente do padrão conhecido e, justamente por isso, se tornou uma das minhas favoritas!

Antes de chegar no embarque aos carrinhos da montanha-russa, vamos passando por vários aquários com diferentes peixes e muitas arraias, tudo com o objetivo de distrair o pessoal que espera na fila da atração. Como chegamos bem cedo, não havia fila alguma e passamos bem rapidinho pelos aquários.

Quando se embarca na Manta, inicialmente os assentos estão na posição normal, ou seja, você fica sentadinho. Contudo, antes da partida, os assentos são virados para baixo e você fica olhando para o chão. Esse posicionamento dos carrinhos na Manta dão a sensação de que estamos "nadando" (ou no caso real "voando") na calda de uma grande arraia. Inclusive, os loops ficam bem mais interessantes, uma vez que alguns são feitos do lado externo do trilho, ou seja, você faz o loop olhando para o céu. E quando passa rasteiro na água é uma delícia! Eu adoro essas sensações diferenciadas da Manta! Super recomendo!

Minha atração favorita no SeaWorld: a montanha-russa Manta.


- Antarctica: Empire of the Penguin

Assim que saímos da Manta, tentamos ir em outra montanha-russa próxima, a Mako, mas que ainda não havia sido liberada. O jeito, então, foi visitar a atração (bobinha mas gracinha) Antarctica: Empire of the Penguin (Antártica: Império do Pinguim).

A atração inicia com um vídeo fofinho sobre uma família de pinguins e como o filhote começa a desbravar o mundo. Depois, embarcamos em um carro e vamos vivenciando diferentes aventuras com o pinguim. No final do passeio, desembarcamos do carrinho e passamos por uma área (bem fria, quase congelante) onde podemos visualizar pinguins de verdade, em uma tentativa de simular seu habitat natural.

Visitando a atração Antarctica: Empire of the Penguin, no Sea World.


- Dolphin Days

Às 10:00, aproveitamos para assistir ao show Dolphin Days, com a participação dos inteligentes e graciosos golfinhos.

Não há como não se encantar com este show. Aqui, os treinadores interagem bastante com os golfinhos dentro d'água. Muito bacana!

Show Dolphin Days, no SeaWorld.


Abaixo, um vídeo mostrando um pouco do show Dolphin Days, no SeaWorld:




- Mako

Às 10:30, seguimos para a atração Mako (nome que se refere à uma espécie de tubarão), que já estava liberada.

A Mako é uma montanha-russa bem mais radical que a Manta, sendo considerada a mais alta, a mais rápida e a mais longa montanha-russa de Orlando. Ui!!!!

Como foi inaugurada em 2016, esta foi a primeira vez que andei na Mako. E só de olhar os assentos já fiquei com as pernas bambas! Eu adoro montanha-russa, contudo, confesso que esse novo estilo de prender as pessoas no assento apenas até a cintura me deixa nervosa (mesmo a montanha-russa tendo loops)! Ainda prefiro o estilo padrão de nos segurar pelo tórax!

Foi uma experiência bem bacana, mas acho que no meu caso (que estou ficando velha e medrosa), não repetiria a dose... Tal como aconteceu com a Hollywood Rip Ride Rockit, montanha-russa nesse mesmo estilo no parque Universal Studios, que fui uma vez e nunca mais!

Montanha-russa Mako, no SeaWorld. 


- Clyde and Seamore's Sea Lion High

Aproveitamos que estava no horário, 11:00, e fomos assistir a mais um show, o Clyde and Seamore's Sea Lion High, com a participação de focas e leões marinhos.

Quando assisti em 2011, a temática do show era de pirata. Não foi o meu show preferido do SeaWorld, mas tinha sua fofura. A versão atual agora possui a temática de colégio (high school) e, particularmente, achei fraquinho e bem entediante...

Show Clyde and Seamore's Sea Lion High, no SeaWorld.

Show Clyde and Seamore's Sea Lion High, no SeaWorld.


- Shark Encounter

A atração Shark Encounter é um daqueles túneis subaquáticos revestidos totalmente com vidro, assim os visitantes podem apreciar uma variedade enorme de vida marinha, incluindo tubarões, nadando ao seu redor. É um visual incrível!

Um pouquinho da vida marinha que encontramos na atração Shark Encounter, no SeaWorld.


Abaixo, um vídeo mostrando um trechinho da atração Shark Encounter, no SeaWorld:




- One Ocean

Às 12:15, fomos assistir ao show One Ocean, com a participação das orcas (espécies de baleia), que se tornaram símbolo do SeaWorld.

Com o passar dos anos, algumas alterações precisaram ser feitas no show e hoje em dia há cada vez menos interação dos treinadores com as orcas principalmente dentro d'água.

O show acontece no Shamu Stadium e conta com belos efeitos visuais, muita música, coreografia e a participação de outros animais, como as aves que ficam sobrevoando o estádio.

Curiosidade: Shamu foi o nome dado a uma das primeiras orcas criadas em cativeiro para se apresentar em shows do SeaWorld. O nome acabou virando um símbolo do parque e várias outras orcas que vieram depois foram sendo chamadas de Shamu.

Não nego, o show é lindo e emocionante, mesmo apesar de toda a polêmica que envolve o espetáculo por conta da proteção e preservação dos animais.

Shamu Stadium, onde acontece o show One Ocean com as orcas do SeaWorld.

Show One Ocean, no SeaWorld.


A seguir, um vídeo com um trechinho final do show One Ocean, no SeaWorld:




- Demais Atrações

O SeaWorld possui outras atrações que não chegamos a visitar, mas acho que conhecemos as principais, com exceção da montanha-russa Kraken, que estava fechada para manutenção. Há também várias atrações que possibilitam uma aproximação e até contato com alguns animais. O ideal mesmo seria passar o dia inteiro no parque e aproveitar tudo o que o SeaWorld tem para oferecer aos seus visitantes.

O fato é que deixamos o local às 13:00, encontramos um local para almoçar e depois seguimos para o Magic Kingdom.


Magic Kingdom

Informação Importante: Antes de começar a falar sobre o parque em si, quero avisá-lo que, se você for de carro para o complexo da Disney, o estacionamento é pago e estava custando $20,00 dólares (junho/2017), valor que deve ser pago de forma antecipada.

Esta é a minha quinta visita ao Magic Kingdom e, para mim, sempre será o parque mais especial da Disney, onde a fantasia realmente acontece.

Visitamos o Magic Kingdom depois do almoço, no mesmo dia em que visitamos o SeaWorld. Chegamos ao parque às 16:00 e ficamos até às 22:30, bem próximo do horário de fechamento às 23:00.

A nossa programação no MyDisneyExperience para o Magic Kingdom estava assim:
  • FastPass+: Big Thunder Mountain Railroad (chegada entre 17:10 e 18:10)
  • FastPass+: Space Mountain (chegada entre 18:10 e 19:10)
  • FastPass+: Seven Dwarfs Mine Train (chegada entre 19:50 e 20:50)

A seguir, um pouquinho da nossa visita (debaixo de chuva), priorizando atrações que ainda não conhecia, além do novo show noturno Happily Ever After.

Chegando ao Magic Kingdom.

Visitando o Magic Kingdom debaixo de chuva! Ao fundo, o belo Castelo da Cinderela.


- Swiss Family Treehouse (Adventureland)

Como não parava de chover, mesmo que leve, o jeito foi procurar abrigo na atração Swiss Family Treehouse, uma casa construída na copa de uma grande árvore, inspirada em um clássico filme da Disney sobre o lar que a família Robinson teve que construir após o naufrágio do seu navio.

Para chegar ao topo da casa na árvore, são um total de 116 degraus. Canseira! Confesso que fiquei na base e deixei meu amigo subir e desbravar a atração!

Atração Swiss Family Treehouse, na área temática Adventureland do Magic Kingdom.

Desbravando a atração Swiss Family Treehouse, na área temática Adventureland do Magic Kingdom.


- Rainy Day Cavalcade (Main Street, U.S.A.)

No dia que visitamos o Magic Kingdom, estava programado para acontecer às 15:00 o desfile Disney Festival of Fantasy. Contudo, por conta da chuva intermitente, o desfile original foi substituído pelo Rainy Day Cavalcade. Ah Disney! Sempre achando formas de entreter seus visitantes, mesmo debaixo de chuva!

No Rainy Day Cavalcade os personagens da Disney também desfilam, mas em carros cobertos. É um desfile curtinho e visualmente mais simples.

Desfile "Rainy Day Cavalcade" que substitui algum outro desfile em caso de chuva, no Magic Kingdom.


- Happily Ever After

O show noturno de encerramento do parque, com muitos fogos de artifícios, já é uma tradição no Magic Kingdom, ocorrendo sempre sobre o Castelo da Cinderela bem no centro do parque.

De tempos em tempos, a temática do show vai mudando. Nas minhas visitas anteriores, o show noturno era o denominado Wishes (desejos, em português).

Em 12/05/2017, um mês antes da nossa visita, o Magic Kingdom inaugurou o seu mais novo show noturno, o Happily Ever After (que costuma ser traduzido como "felizes para sempre"), inovando cada vez mais e utilizando sempre o que há de mais moderno em efeitos visuais e sonoros, e claro, com muitos, mas muitos fogos de artifícios!

O show noturno possui duração de 18 minutos e estava marcado para às 21:00. Mesmo chegando com uma hora de antecedência na Main Square, praça central em frente ao Castelo da Cinderela, não conseguimos um lugarzinho para ficar pois já estava lotado... o jeito foi se afastar bem do castelo e achar um lugarzinho na Main Street, que já dá uma boa vista frontal do espetáculo, que é lindo e emocionante!

Aguardando o novo show noturno Happily Ever After, no Magic Kingdom. Olha a quantidade de pessoas!

Um pouquinho do novo e espetacular show noturno Happily Ever After, no Magic Kingdom.


Abaixo, um vídeo com o trechinho final do show Happily Ever After, no Magic Kingdom (prestem atenção que a Sininho vai aparecer no vídeo "voando" a partir do Castelo - uma pequena luz verde!):




Apesar de tradicionalmente o show encerrar as atividades do parque, neste dia o horário de funcionamento do Magic Kingdom foi estendido até às 23:00. Então, depois do show, ainda conseguimos aproveitar mais uma atração, antes de ir embora exaustos às 22:30.

- Demais Atrações

Também visitamos outras atrações pelo parque, mas não compartilharei aqui pois todos os detalhes já estão em outras postagens sobre minhas experiências anteriores no Magic Kingdom, cujos links deixo logo abaixo:
- Florida 2014: Magic Kingdom (Mickey's Very Merry Christmas Party)

MAPA DOS LUGARES VISITADOS



CONSIDERAÇÕES FINAIS

Quem me conhece, sabe que esta viagem fugiu totalmente do meu estilo! Foi uma viagem sem muito planejamento, poucos dias e uma maratona de parques. Mas... o que não dá é pra perder uma oportunidade de viajar e, apesar da correria, tive experiência novas e ótimas.

Não tivemos problemas com nossa hospedagem no hotel Clarion Inn Lake Buena Vista, muito bem localizado, em uma área tranquila próxima ao complexo da Disney.

Como o café da manhã não estava incluído na diária, íamos nos virando e comendo qualquer coisa em qualquer lugar! Bem fora do meu estilo, que planejo muito bem até minhas refeições! Passei uns perrengues de fome, mas tudo bem... sobrevivi!

No dia 15/06/2017, pegamos a estrada de Orlando a Miami, uma vez que nosso voo de volta ao Brasil partia de lá.

Caso você queira saber detalhes sobre o trajeto de carro entre Miami-Orlando (ou vice-versa), deixo abaixo os links de outras postagens onde compartilho detalhes dessa experiência:

[Disney Cruise 2014] 1º dia: Chegada a Orlando
[Florida 2014] 9º dia: Saída de Orlando / Celebration / Pernoite em Miami Springs


Finalizo por aqui e, como sempre, espero ter ajudado (e inspirado) com os meus relatos de viagem. Até a próxima!

6 comentários:

  1. Aewww.. estava faltando essa figurinha no meu álbum! As dicas estão ótimas. Detalhe: vou ficar no Clarion inn também. Escolhi esse hotel pelos seus mesmos motivos e mais o fato de ter deslocamento gratuito para os principais parques! Ainda não sei se os horários irão me agradar, mas se pegar uma perna já vai ser lucro rss.. E o homem não foi pra lua, não? polêmica kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aproveite muito sua viagem Ricardo! Depois volta aqui pra compartilhar sua experiência e novas dicas. Abraços!

      Excluir
  2. Olá Patrícia, tudo bem? Estou indo para Orlando agora em Abril. Acabei de agendar meus fastpass para o AK. Fiquei na dúvida. No caso do agendamento do fastpass com chegada no brinquedo, por exemplo, entre 15:20 e 16:20 eu teria essa janela de 1h para utilizar o fastpass? Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Acho que você entendeu correto, mas para que não fique nenhuma dúvida, vamos lá... Neste seu exemplo, significa que você pode chegar na atração a partir das 15:20 até às 16:20 e utilizar a fila específica do Fastpass, que flui bem mais rápido que a fila convencional.

      No meu caso real, eu saí da atração Avatar Flight of Passage às 9:00 e segui para a atração Na’vi River Journey, cuja janela do meu Fastpass era 8:50-9:50, mas só cheguei na atração às 9:10.

      Então é exatamente isso que você falou, o visitante possui essa janela de 1h para usufruir do Fastpass selecionado.

      Excluir
  3. Muito obrigado, Patrícia. Com esse seu exemplo ficou mais claro. Era o que eu estava pensando... Rsrs

    Novamente obrigado. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que ótimo! Boa viagem! Tenho certeza que vai ser incrível!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...